quarta-feira, 5 de julho de 2017

Reforço marca, River vence Guaraní no Paraguai e fica muito perto das quartas

Campeão em 2015, o River Plate deu um passo gigante rumo às quartas de final da Copa Libertadores ao bater o Guaraní por 2 a 0, em pleno Defensores del Chaco,
em Assunção, pelo confronto de ida de das oitavas. 

O estreante Ignacio Scocco abriu o placar nesta terça-feira ao cobrar falta com desvio na barreira aos 37min do primeiro tempo, enganando o goleiro Alfredo Aguilar. Na etapa final, Marcelo Larrondo, que entrou na vaga de Scocco, aproveitou cobrança de falta de Gonzalo Martínez e completou de cabeça para o fundo da rede, aos 43min.


A partida ganhou ares de rivalidade antes mesmo de a bola rolar. Isso porque o Guaraní pediu esclarecimento por parte do River quanto ao doping de dois atletas do time argentino. Além disso, também foi questionada a mudança no regulamento da Libertadores, que passou a permitir seis e não mais três mudanças no elenco. O prazo ainda foi ampliado em um mês e se estende até agosto.
O River não gostou da postura dos paraguaios e as alegações de um suposto favorecimento ao clube argentino. "Com o Guaraní não haverá camaradagem até que peçam desculpas. Depois o Tribunal se pronunciará se há sanção ou não, mas nossa consciência é que estamos convencidos da nossa transparência", afirmou o presidente Rodolfo D'Onofrio.
Já o presidente do Guaraní, Juan Alberto Acosta, também manifestou-se. "Se ele se sente ofendido, deve disparar contra a imprensa e pedir desculpas ao futebol sul-americano. Espero que o River se desculpe com os outros 15 times que estamos nas oitavas".
A alteração no regulamento permitiu o River inscrever quatro veteranos recém-contratados para o torneio: Germán Lux, Enzo Pérez, Javier Pinola (titular nesta terça) e... Ignacio Scocco.
Agora, o duelo de volta ocorrerá no Monumental de Núñez somente em 8 de agosto. 
O jogo – O River começou se impondo desde o minuto inicial, apesar de estar jogando longe do Monumental de Núñez, e por pouco não abriu o placar aos 18 minutos, quando Casco cruzou da esquerda e Alario desviou, tirando tinta da trave esquerda da meta do goleiro Aguilar.
Passado o susto, o Guaraní saiu um pouco mais e ameaçou a meta argentina duas vezes aos 26 minutos. Primeiro, García aproveitou rebote da zaga do River, invadiu a área e soltou a bomba com a direita, exigindo grande defesa de Batalla. Posteriormente, após cobrança de escanteio, Rojas pegou a sobra e arriscou de longe e mandou para fora.
Mais acuado, o River passou a apostar nos contra-ataques. Em um deles, houve uma falta na intermediária. Na cobrança, Scocco, ex-Internacional, bateu forte, a bola desviou na barreira e parou no fundo do gol do Guaraní, abrindo o placar aos 37.
Logo na sequência, os refletores do Defensores del Chaco se apagaram, prorrogando o primeiro tempo em 12 minutos. No último lance, aos 59, os paraguaios quase empataram em cabeçada de García, que passou rente à trave direita da meta de Batalla.
O Guaraní voltou mais agressivo para o segundo tempo. Aos 21 minutos, García recebeu bola pelo alto na esquerda, ajeitou o corpo e chutou cruzado com a esquerda, lamentando mais uma ótima defesa de Batalla. Aos 36, depois de cobrança de escanteio, Rojas cabeceou com força, mas Nacho Fernández salvou em cima da linha.
A pressão paraguaia de nada adiantou. Isso porque, aos 43 minutos, o River garantiu sua vitória, com Larrondo, que subiu livre após cobrança de escanteio e testou firme, sem chances para o goleiro Aguilar.


FONTE :MSN

FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário