terça-feira, 18 de julho de 2017

Diego Alves revela desejo pelo Flamengo e projeta seleção brasileira

O goleiro Diego Alves, de 32 anos, revelou em entrevista coletiva nesta segunda-feira no salão nobre da Gávea, sede do Flamengo, na zona sul do Rio, ao
ser apresentado oficialmente como novo reforço do time, que recusou propostas de times europeus para assumir o desafio de defender o clube rubro-negro.
"Eu tinha várias opções na Europa, mas desde quando o
Flamengo entrou na situação foi conversado de uma forma franca. Eu senti essa honestidade da parte do Flamengo também. Esse foi um dos motivos que, junto do meu desejo, me fez vestir esse manto, voltar ao Brasil e jogar nesse time que, antes de assinar, falei que era o clube que atrai qualquer jogador do mundo", enfatizou o goleiro.Diego Alves, que desde 2011 era um dos destaques do Valencia, da Espanha, acumulou várias convocações para a seleção brasileira. O atleta garantiu que está focado em ajudar o Flamengo a atingir os objetivos na temporada, mas não descartou o desejo de continuar a sua trajetória na seleção.
"Eu vim para o Flamengo pensando no Flamengo. A vinda foi pensando no Flamengo, pensando na minha vida profissional no Flamengo. Acredito que a seleção brasileira é um prêmio pelo momento que o jogador vive no seu clube. Em todos os clubes em que passei, tive a oportunidade de estar na Seleção. Vou trabalhar bastante para também ser convocado no Flamengo", projetou.
Sobre a fama de pegador de pênaltis, Diego Alves diz tratar como algo normal. "Eu sei que é um assunto que se debate bastante, mas eu levo com naturalidade. Tem que perguntar aos cobradores se eles têm medo de cobrar contra mim (risos). Não gosto que tenha a situação do pênalti no jogo, mas estou sempre preparado", revelou.
Segundo a diretoria do Flamengo, a transferência do jogador está encaminhada, mas a estreia dele depende da publicação do nome de Diego Alves no Boletim Informativo Diário (BID) da CBF. A previsão é que a estreia do goleiro ocorra na partida contra o Corinthians, em São Paulo, no próximo dia 30, pela 17.ª rodada do Brasileirão.
O presidente do clube rubro-negro, Eduardo Bandeira de Mello, comemorou a chegada de Diego Alves, um nome forte no cenário mundial, para uma posição que gerava muitas críticas de boa parte da torcida e da imprensa especializada. O mandatário também festejou o impulso financeiro dado pelo programa de sócio-torcedor na aquisição do atleta.
"Diego era nosso sonho de consumo, a torcida queria há algum tempo. Como tudo o que é bom, (o processo de contratação) demorou um pouco. Mas contando com a força do programa Sócio-Torcedor e a atuação do Rodrigo Caetano (diretor de futebol), deu tudo certo. Se não fossem os sócios-torcedores, a gente não faria esses investimentos no futebol", festejou o dirigente flamenguista.



FONTE :MSN

FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário