quinta-feira, 20 de julho de 2017

Com aposta de Levir, Santos vence a Chape na Vila Belmiro

Dificilmente uma bola do adversário no ataque não virava um murmurinho com tom desesperado na Vila Belmiro. Mas com Vanderlei no gol, o som é de grito de comemoração a cada defesa feita. Nesta quarta-feira, o camisa 1 resistiu a dois ataques da Chapecoense logo com dois minutos de jogo. Mas o grito que estava entalado na gargante de Levir Culpi era o do nome de Vecchio, autor do gol da vitória do Peixe por 1 a 0.
Sob olhares de Taffarel, preparador de goleiros da Seleção Brasileira, os gritos do nome do ex-goleiro ou de "é tetra!" eram motivo de brincadeira para alguns torcedores. Mas Vanderlei não teve tempo para brincadeiras. Afinal, foi um dos jogadores que mais trabalhou.
Só nos primeiros 45 minutos, a Chape fez nove finalizações com 36% da posse de bola. Lucas Mineiro foi quem mais chegou perto, mas a muralha santista alcançou o canto direito.
Jandrei não trabalhou menos e se garantiu nos chutes de Copete, Lucas Lima e Thiago Ribeiro. Quem também teve que trabalhar bastante foi Levir Culpi para escalar um time desfalcado.
O treinador do Peixe não pôde contar com Victor Ferraz, Renato e Bruno Henrique. Para a vaga do camisa 8, decidiu improvisar. Ao invés de recorrer a um volante, como Leandro Donizete, que ficou no banco, improvisou Vecchio.
O camisa 20 não demonstrou velocidade ou mobilidade, mas compensou com viradas de jogo e lançamentos certos. Arrancou até aplausos ao achar Jean Mota na ala esquerda, mas o maior acerto veio no segundo tempo.
A mudança de postura do Santos foi notória no segundo tempo. No primeiro minuto, Lucas Lima fez o que quase não era possível no primeiro tempo: arriscar em gol. Depois de muita troca de passe, o camisa 10 achou Vecchio dentro da área. O meia foi capaz de driblar o goleiro Jandrei e mesmo sem ângulo, da linha de fundo, abrir o placar.
O gol não diminuiu os riscos que o Alvinegro correu durante a segunda etapa, principalmente quando Apodi pegava na bola.
Na tentativa de ampliar, o Peixe até teve chances com Kayke, que não aproveitou nenhuma. O camisa 11 chegou a desperdiçar de baixo das traves de Jandrei e dentro da área, de perna esquerda.
Com a vitória, o Santos segue no G4. Já a Chape corre o risco de descer da 13ª posição. O próximo compromisso do Alvinegro é no domingo, às 11h, contra o Bahia. O Verdão D'oeste encara o Vitória, fora de casa, no sábado, às 16h.
FICHA TÉCNICA
SANTOS 1 X 0 CHAPECOENSE
Local: Vila Belmiro, em Santos (SP)
Data-hora: 19/7/2017 - 19h30
Árbitro: Elmo Alves Resende Cunha (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Cristhian Passos Sorence (GO)
Público/renda: 5.533 /R$ 155.900,00
Cartões amarelos: Lucas Lima, Matheus Ribeiro, Vanderlei e Vecchio (SAN), Lucas Mineiro e Fabrício Bruno (CHA)
Cartões vermelhos: -
Gols: Vecchio (15'/2ºT)(1-0)
SANTOS: Vanderlei; Matheus Ribeiro, Lucas Veríssimo, David Braz e Jean Mota; Yuri (Alison), Vecchio e Lucas Lima; Copete, Thiago Ribeiro e Kayke (Arthur Gomes).
Técnico: Levir Culpi
CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Douglas Grolli, Fabrício Bruno e Diego Renan; Lucas Marques, Moisés Ribeiro, Lucas Mineiro (Lourency) e Seijas (Túlio de Melo); Arthur Caike (Wellington Paulista) e Luiz Antônio.
Técnico: Vinícius Eutrópio

FONTE MSN

FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário