domingo, 4 de junho de 2017

No melhor estilo Givanildo, treinador justifica substituição de Magno Alves: "tirei porque sou o treinador"

A entrevista coletiva do técnico Givanildo Oliveira após a vitória do Ceará por 1 a 0 sobre o Londrina, na noite desta sexta-feira, 2, foi no melhor estilo Givanildo: respostas objetivas, diretas e, até certo ponto, engraçadas. Assim foi quando o comandante alvinegro explicou a substituição do atacante Magno Alves, uma das principais referências ofensivas do time, quando a partida ainda estava 0 a 0. 

"Curto e grosso", o técnico minimizou qualquer possibilidade de polêmica em ter tirado de campo o ídolo alvinegro.

"Tirei porque sou o treinador, então tenho direito de tirar independente de quem for. Tirei o Magno Alves faltando dez minutos pra acabar o jogo e ele estava já na exaustão, como tinham outros. O Pedro [Ken] também saiu, porque vi que ele não aguentava mais. Foi um jogo intenso e tem jogadores que se desgastam mais. Tirar o Magno faltando dez minutos pra acabar o jogo é normal", disse o treinador, que rechaçou ainda a possibilidade de que o time chegue para o próximo duelo, já na terça-feira, 6, desgastado.

"Eles [jogadores] descansam sim, e eu também. Sabe porque? Porque [o time] ganhou (risos). Com uma vitória não tem como não descansar. Estamos regulando isso com atenção e vamos na terça-feira procurar trazer pontos fora de casa", finalizou o comandante alvinegro.

Na terça-feira, 6, o Vovô viaja até Minas Gerais para enfrentar o América-MG, às 21h30min, no estádio Independência, pela 5ª rodada da Série B.



FONTE - O POVO
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário