sábado, 4 de março de 2017

PAULISTA - Em último teste antes da Libertadores, Palmeiras bate o RB Brasil

O Palmeiras passou no último teste antes da estreia na Taça Libertadores da América. O time venceu o RB Brasil por 3 a 1 nesta sexta-feira, em Campinas, pela sétima rodada
do Campeonato Paulista. Não conseguiu jogar tudo que pode, por conta do gramado encharcado, mas mostrou capacidade de superar a marcação adiantada do adversário, comandado por Alberto Valentim, auxiliar técnico do Verdão entre 2014 e 2016.
Willian abriu o placar no primeiro tempo, Róger Guedes ampliou no segundo, Evandro descontou para o RB e Borja fechou o placar no último lance. Foi o segundo gol do colombiano em dois jogos.Com a vitória, a equipe alviverde chega a 15 pontos no grupo C do Paulistão, abrindo oito de vantagem para o vice-líder Novorizontino. O time volta a entrar em campo às 21h45 (de Brasília) de quarta-feira, na Argentina, quando estreia na Libertadores, contra o Atlético Tucumán. O próximo compromisso pelo Estadual é às 16h do dia 11, em casa, onde recebe clássico contra o São Paulo.
Felipe Melo será desfalque no Choque-Rei. Ele levou o terceiro cartão amarelo e saiu de campo irritado. Nas redes sociais, a torcida ficou ao lado do volante palmeirense.Na partida desta sexta-feira, o técnico Eduardo Baptista manteve a postura tática da goleada sobre a Ferroviária. Mexeu apenas em uma peça, deixando Michel Bastos na reserva para apostar em Guerra centralizado, com Dudu pela direita e Keno do outro lado. Borja iniciou o jogo no banco, e Willian foi titular.
A escolha foi certeira. O Palmeiras começou a partida pressionando, trocando passes em velocidade e vencendo até as poças do gramado para ocupar o campo de ataque. Felipe Melo tinha a companhia de Zé Roberto na saída de bola e ambos se aproximavam das linhas ofensivas. O primeiro gol saiu em um lance que simbolizou a postura ofensiva: aos 7, o goleiro Saulo rebateu no meio da área uma cobrança de falta de Egídio e o Verdão brigou por ela até que Willian a chutou nas redes.
Mas, depois dos primeiros 20 minutos, o ímpeto alviverde perdeu força. Alberto Valentim, hoje técnico do RB Brasil e que fez parte da comissão técnica palmeirense até dezembro, adiantou a marcação do seu time e matou a solução da saída de bola palmeirense. O jogo ficou equilibrado e Fernando Prass teve mais trabalho, mas o Verdão teve chances de ampliar com Willian e Edu Dracena.
Para o segundo tempo, Baptista mandou a campo uma escalação mais entrosada, possível formação que entrará em campo na Argentina, com Michel Bastos e Borja nas vagas de Guerra, pouco útil no primeiro tempo, e Willian. O Palmeiras tentava controlar mais a bola, mas adotava uma postura sem se expor tanto, apostando no contra-ataque.
Aos 19, Baptista sacou Keno, que pouco contribuiu, para escalar Róger Guedes, e mexeu na estrutura tática. O time trocou o 4-2-3-1 pelo 4-1-4-1, com Zé Roberto avançando para a linha à frente e deixando Felipe Melo sozinho na cabeça de área. O Palmeiras ocupou mais o campo adversário e se aproveitou quando o RB se lançou à frente. A velocidade e disposição de Róger Guedes fez a diferença nos contra-ataques e o atacante, aos 34, concluiu jogada que ele começou ao cortar um passe no meio-campo.
O RB Brasil impôs emoção na partida quando descontou com Evandro, já aos 42. Mas, no último lance da partida, Michel Bastos cobrou falta na área, Borja acreditou na falha da zaga e bateu na saída do goleiro para selar o placar.

COM INFORMAÇÕES DO G1

FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92.026.830 CLARO (88) -98602540 9 TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ . NO  QUE É WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário