domingo, 26 de março de 2017

GAÚCHO - Na volta de Bolaños, Grêmio quebra "empatite" e atropela o Ju na Arena

Ao longo da semana, o Grêmio arquitetou uma verdadeira operação, com direito a concentração prolongada e retorno antecipado
de Bolaños da seleção do Equador, para encarar o Juventude, neste sábado, na Arena, pela 10ª rodada do Gauchão. E precisou de menos de meia hora de jogo para ver os efeitos de sua estratégia se materializarem em uma atuação de intens
idade pura, digna do melhor momento com Renato Gaúcho, no penta da Copa do Brasil. E em gols. Foram três em menos de 30 minutos, com Miller, Michel e Léo Moura, para construir o triunfo que encerra ainda a série de quatro empates anteriores no estadual. Na segunda etapa, Luan completou o placar, de pênalti, e fechou o passeio em 4 a 0.
Com a vitória, o Grêmio assume a vice-liderança do Gauchão, com 17 pontos, mas ainda precisa "secar" o Caxias neste domingo, contra o Passo Fundo, no Centenário, para manter a colocação. O Juventude segue em sétimo, com 11 pontos. Corre riscos, porém, de ficar fora do G-8 em caso de vitórias de Inter, Brasil de Pelotas, Ypiranga ou São Paulo-RS.

As duas equipes voltam a campo na próxima quarta-feira, às 21h45, na 11ª e última rodada da primeira fase do Gauchão. O Grêmio encara o São Paulo-RS, no Aldo Dapuzzo. O Juventude, por sua vez, recebe o São José no Alfredo Jaconi.Os gremistas que foram à Arena neste sábado tiveram uma recordação viva do penta da Copa do Brasil, conquistado em dezembro de 2016, em especial no primeiro tempo. O Grêmio viveu 45 minutos de intensidade e concentrações puras, dignos de comparação ao melhor momento com Renato Portaluppi. Prova disso é que o Tricolor já vencia o Juventude por 3 a 0 com apenas 28 minutos de partida. E com os dois primeiros gols, e Bolaños e Michel, ao seu estilo já costumeiro, com triangulações, verticalidade e velocidade. Depois, Léo Moura ainda aproveitou rebote de bomba de Edílson em cobrança de falta para empurrar para as redes.
O placar confortável permitiu ao Grêmio reduzir seu ritmo para a segunda etapa. O Juventude até tentou pressionar e descontar, com os ingressos de Taiberson e Bruno Ribeiro, mas o Tricolor, mais recuado, conseguiu se compactar para não dar brechas ao maior rival. Sem correr riscos, a equipe de Renato ainda conseguiu ampliar a vantagem. Após mais uma cobrança de falta de Edílson, Kannemann foi derrubado na área ao tentar aparar o rebote. Pênalti, convertido com categoria por Luan, para dar números finais à partida.

FONTE - G1
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ . NO  QUE É WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário