quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Fortaleza - César Sampaio e CIFEC têm missão de não cometer os erros de 2016 na formação do elenco

Há uma certeza entre os dirigentes do Fortaleza no que tange aos erros cometidos na montagem do elenco nesta temporada: muitos jogadores sem condições técnicas e ou física foram contratados. O resultado disso: elenco inchado com atletas que pouco ajudaram. Foram os casos, por exemplo, de Valdir,
Leonardo Luiz, Moacir, Bruninho, Rosinei, Leozinho, Hudson e Ronaldo.
César Sampaio, agora o executivo de futebol, tem esse objetivo, ou seja, minimizar o quanto possível tal situação criada em 2016. Para isso, o ex-jogador vai também levar em consideração os estudos do Centro de Inteligência do Fortaleza que, na verdade, é um nome investigativo para o Departamento de Análise de Desempenho.  A avaliação geral no clube é que o CIFEC – que também faz avaliação do próprio elenco e das opções táticas dos adversários – ficou subutilizado quando o assunto foi a formação do elenco. Assim, as contratações ficaram sob a égide dos treinadores e diretores que, em análise final, erraram ao inchar a folha salarial com atletas que se mostraram incapazes de ajudar.
Pelas primeiras semanas de trabalho, César Sampaio tem se mostrado bem mais aberto ao diálogo, disposto a discutir, estudar e levar em consideração critérios mais objetivos no momento de contratação. Evidente que a diretoria e o técnico Hemerson Maria serão consultados, mas a certeza é que será melhor incluir gente capacitada no processo. Detalhe: mesmo com todo esses cuidados erros serão cometidos até porque o futebol está longe de ser uma equação simples de um mais um igual a dois.


COM INFORMAÇÕES O POVO
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92.026.830 CLARO (88) -98602540 9 TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ . NO  QUE É WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário