segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

FORTALEZA - César Sampaio chega ao Fortaleza com carta branca e como principal responsável pelo sucesso do Tricolor na temporada 2017


Depois da eliminação para o Juventude, pelas quartas de final da Série C, que manteve o Fortaleza mais um ano na Terceira Divisão, o presidente Jorge Mota reconheceu que houve um “erro no processo” durante o planejamento de 2016.
Reeleito para o biênio 2017/2018, o cartola sabe que é preciso mudanças para que isso não se repita. Por isso, a principal aposta é na profissionalização do Departamento de Futebol, que terá no executivo César Sampaio a figura de principal mandatário.


Formado em gestão esportiva, o paulista de 48 anos chega com as credenciais de ter sido campeão da Copa do Brasil com o Palmeiras, em 2012, e da Série B com o Joinville, em 2014, em seus cinco anos como dirigente. 

César inicia o trabalho no Tricolor com carta branca para comandar o futebol. Ele vai saber absolutamente tudo que ocorre no departamento. Sua função é justamente essa, situação nova para o clube que, durante anos, só teve seus membros eleitos e diretores com tamanha importância e poder de decisão.

“O executivo de futebol é como um consultor de mercado. Venho na posição de aprovar as contratações e como responsável maior na montagem do elenco. Sou o elo entre a comissão técnica, os jogadores e a diretoria, e respondo ao Ênio (Mourão, vice-presidente) e ao presidente (Jorge Mota)”, afirmou César em sua apresentação.

Prova disso é que foi ele o responsável pelo retorno do treinador Hemerson Maria, com quem fez parceria em Santa Catarina, no Joinville, quando conseguiram o acesso para a Série A de 2014 para 2015, e de todas as contratações realizadas até aqui. E vai ser assim daqui pra frente.

É o executivo também quem tem a missão de analisar e apontar reforços, além de negociar com os atletas que interessam ao Leão. Fora isso, será também responsável por gerenciar toda a logística do departamento de Futebol.

O ex-jogador terá atuação direta também nas finanças e no planejamento de investimentos. A filosofia do clube será de uma divisão do orçamento total entre os setores do time, havendo para a defesa, para o meio e para o ataque quantias diferentes, que deverão ser respeitadas. Sua meta é que haja uma referência, um jogador de médio porte e uma aposta da base para cada posição. 

César estará ainda no comando do sub-20. Por isso indicou o ex-jogador Daniel Frasson, ídolo do Fortaleza, para ser o coordenador, como foi no Joinville, quando trabalharam juntos. O objetivo é que a base seja o espelho tático do grupo principal justamente para facilitar a adaptação.

Se o Fortaleza conseguirá, ao fim de 2017, por fim ao calvário de oito anos na Série C e comemorar o sonhado acesso à Série B, só o tempo dirá. Mas investir na profissionalização do setor mais importante do clube, com a contratação de um executivo tarimbado no mundo da bola, que venha de fora e seja alheio às vaidades que possam existir no Pici é um grande passo para isso.



COM INFORMAÇÕES DO O POVO
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92.026.830 CLARO (88) -98602540 9 TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ . NO  QUE É WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário