sábado, 26 de novembro de 2016

SÉRIE B - Técnico da "era de ouro" do Braga, Luxa lamenta rebaixamento à Série C

Vanderlei Luxemburgo comandou o Cruzeiro na derrota para o Palmeiras (Foto: Washington Alves/ Light Press/ Cruzeiro)
Quando se fala em Bragantino, logo vem à memória o momento brilhante que a equipe viveu nos anos de 1989 e 1990. Foi nessa época que o Massa Bruta conquistou os dois títulos mais importantes de sua história: a Série B do Campeonato Brasileiro (1989) e o Campeonato Paulista de 1990. Em ambos os casos, o treinador que estava no banco de reservas era Vanderlei Luxemburgo

Foi após o bom trabalho no Massa Bruta que Vanderlei passou a ser visado por grandes clubes e, então, se tornou um dos técnicos mais vitoriosos do futebol brasileiro. Até por isso, o treinador tem bons motivos para se lembrar com carinho do Bragantino.
– Tenho um carinho muito grande pelo clube. Foi onde conquistei meus primeiros títulos de expressão como treinador, com o título da Série B do Brasileiro de 89 e o Paulistão de 90. Foi uma fase muito bacana. Ver o Bragantino em destaque no noticiário, num cenário que jamais esteve, nos encheu de orgulho. Foi um feito para todos: jogadores, comissão técnica, clube, torcida e cidade – disse o treinador por meio de sua assessoria de imprensa.
Porém o momento mudou. O Bragantino, após quase uma década disputando a Série B, caiu para a Terceirona. O comandante afirma que ainda acompanha o Braga e que ficou triste ao saber do rebaixamento.
Bragantino eliminação (Foto: Rafael Moreira/C.A. Bragantino)Bragantino foi rebaixado para a Série C do Brasileiro (Foto: Rafael Moreira/C.A. Bragantino)
– Fiquei muito triste, claro. O Bragantino é um dos clubes mais tradicionais do interior de São Paulo, tem quase 90 anos de história, e é muito ruim ver a equipe cair para a Série C. Mas que o torcedor não desista do time e continue apoiando. Em momentos como esse, é preciso unir todas as forças para recolocar o trem nos trilhos – finalizou.
Vanderlei Luxemburgo Bragantino 1990 (Foto: Divulgação/ Site Oficial)
O Bragantino passou apenas duas das 38 rodadas da Segundona fora da degola. Foram raros os momentos de alívio do time na competição, que venceu apenas oito e perdeu 21. Anotou 30 gols e sofreu 53. Além disso, teve que conviver com as trocas no comando. Léo Condé deixou o clube após dois jogos. Para o lugar, trouxe Toninho Cecílio, que mal completou um mês no cargo e já foi demitido. O substituto foi Marcelo Veiga. Durou um pouco mais: comandou a equipe em 20 rodadas. Para os últimos jogos, quem esteve à frente do clube foi Estevam Soares.
A despedida do Braga no torneio será neste sábado, 26, contra o Londrina, em Bragança Paulista.

COM INFORMAÇÕES G1
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92.026.830 CLARO (88) -98602540 9 TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ . NO  QUE É WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário