quinta-feira, 14 de dezembro de 2017

Insultados, flamenguistas dizem entender frustração da torcida

Após muita festa e cenas de violência até a partida desta quarta-feira, no Maracanã, a torcida do Flamengo não escondeu a sua irritação com perda do título da Copa Sul-Americana para o Independiente.
O time foi chamado de “sem vergonha” assim que o empate por 1 a 1 com o adversário argentino acabou sacramentado.
“A gente entende a frustração da torcida. É a mesma da gente. Perder o título em casa é difícil”, lamentou o experiente zagueiro Juan. “Tentamos de todas as formas. Estávamos bem no jogo, e houve aquele pênalti. Depois, não conseguimos fazer o segundo gol. Foi um pecado. Tudo o que a gente queria era esse título”, acrescentou.
De fato, assim como ocorreu no jogo de ida, o Flamengo largou em vantagem, desta vez com gol do jovem meia-atacante Lucas Paquetá. O Independiente, no entanto, tirou proveito de um pênalti polêmico para igualar o placar com o também novato armador Ezequiel Barco.
“A torcida vem, faz a festa e apoia até o final. Infelizmente, as coisas não acontecem. Foi mais uma final em que chegamos, batalhamos, e o título não veio. Vamos tirar de aprendizado para melhorar para 2018”, disse Paquetá, outro compreensivo com as cobranças. “Todo o mundo foi vaiado, a a torcida está no direito de cobrar. Infelizmente, o gol não saiu. É triste. Vamos trabalhar e fazer diferente no ano que vem”, completou.
Autor do gol flamenguista na derrota por 2 a 1 em Avellaneda, o zagueiro Rever foi outro a lastimar. “Conseguimos fazer o gol não tão cedo, mas fizemos. Logo em seguida, sofremos o empate em um pênalti que gerou dúvidas. Faltou tranquilidade, assim como quando saímos na frente na Argentina. Pecamos, e há a frustração do nosso torcedor por não termos feito o resultado que serviria”, comentou.



FONTE;GAZETA ESPORTIVA
FONE: 34121595 FIXO -  (88)9 -98602540  TIM

JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ 
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário