quinta-feira, 3 de agosto de 2017

Com homenagens e emoção de Abel, Flu sai na frente, mas leva empate do Sport

Talvez nunca antes uma torcida aplaudiu e ovacionou o técnico do adversário. Mas nesta quarta-feira era necessário.
Quatro dias depois da trágica morte de seu filho João Pedro, que
caiu da sacada do prédio no Rio de Janeiro, Abel Braga voltou a trabalhar e recebeu o carinho de todos os presentes na Ilha do Retiro, desde torcedores à comissão técnica das duas equipes. Abel, visivelmente emocionando ao ver as duas torcidas gritarem seu nome, foi às lágrimas.

Com a bola rolando, o Fluminense até abriu 2 a 0, mas acabou levando o empate do Sport e ficou no 2 a 2 em duelo válido pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.
Aos 8 minutos de jogo, Gustavo Scarpa abriu o placar com um belo chute de fora da área. Renato Chaves, aos 13, ampliou para o Flu.
A reação do Sport começou logo na sequência, e aos 32 do primeiro tempo André balançou as redes. O empate veio no segundo tempo, aos 3 minutos, com Patrick.
Com este resultado, o Sport segue momentaneamente no G-6 do Campeonato Brasileiro e vai aos 28 pontos. Já o Fluminense vai aos 22 pontos e sobe para 12º. 
O jogo – O Sport tentou impor uma pressão no início da partida, mas viu o Fluminense abrir o placar aos oito minutos. Gustavo Scarpa recebeu passe no bico da área e chutou colocado no ângulo de Magrão, que nada pode fazer para impedir o gol. Na comemoração, todos os jogadores foram em direção do técnico Abel Braga.O revés fez os donos da casa se lançarem ao ataque em busca do empate. No entanto, foi o Fluminense que chegou ao segundo gol na Ilha do Retiro, aos 12 minutos. Após cobrança de escanteio, Renato Chaves levou a melhor sobre a zaga para cabecear para a rede.
O Sport permaneceu no ataque para tentar diminuir a desvantagem no placar. Os pernambucanos criaram sua primeira boa chance somente aos 18 minutos, em chute de Ronaldo Alves que desviou na zaga e foi para escanteio. A resposta dos cariocas veio dois minutos depois. Após novo escanteio, Henrique cabeceou no travessão.
O duelo passou a ficar movimentado e o Sport teve grande chance de marcar aos 22 minutos. Diego Souza foi lançado na área e tocou por cima de Julio Cesar para André. O atacante não conseguiu finalizar de primeira e viu a zaga tricolor impedir o gol dos donos da casa. O lance animou os pernambucanos, que voltaram a assustar aos 27. Everton Felipe aproveitou escanteio, escorou de cabeça, Diego Souza desviou, mas Julio Cesar apareceu para fazer a defesa.
De tanto insistir, o Sport marcou aos 31 minutos. Lenis cruzou pela direita na cabeça de André, que colocou para a rede, sem chance para Julio Cesar. Após o gol, os pernambucanos aumentaram a pressão em busca do empate, mas só conseguiu criar uma chance real, aos 44 minutos. Após cobrança de escanteio, Rithely apareceu livre para cabecear pra a rede. No entanto, o goleiro Julio Cesar fez grande defesa para salvar o Fluminense. Assim, os cariocas seguraram a vantagem até o intervalo.
No segundo tempo, o Sport voltou mais atento e empatou logo aos três minutos. Patrick recebeu passe na intermediária, passou por dois marcadores e chutou com força para a rede. A bola chegou a desviar na zaga e impediu qualquer chance de defesa para Julio Cesar.
Para piorar a situação para o Fluminense, o volante Orejuela foi expulso de forma direta após cometer falta em Patrick. O árbitro apontou que o equatoriano teria dado uma cotovelada no meia pernambucano. Assim, os tricolores passaram a atuar com um homem a menos na Ilha do Retiro.
Mesmo em desvantagem numérica, os cariocas quase chegaram ao terceiro gol aos 11 minutos. Henrique Dourado chutou para o gol e Marlon Freitas completou para a rede, mas o volante estava adiantado e teve o gol anulado. Em seguida, o Fluminense novamente chegou com perigo. Marlon fez boa jogada individual e finalizou próximo a trave.
Depois dos sustos, o Sport melhorou e voltou a criar boa oportunidade aos 15 minutos. Everton Felipe arriscou da entrada da área e obrigou Julio Cesar a se esticar para fazer a defesa. No minuto seguinte, foi a vez de Lenis tentar de longe e assustar os cariocas. Com o passar do tempo, o Fluminense recuou e conseguiu impedir as boas jogadas do Sport. Com isso, o jogo diminuiu de ritmo e irritou a torcida rubro-negra na Ilha do Retiro. Os pernambucanos só voltaram a chegar com perigo aos 31 minutos, quando Diego Souza aproveitou cruzamento de Mena e cabeceou na trave.
Nos minutos finais, o jogo voltou a ficar movimentado. O Sport se lançou ao ataque, mas errava muitos passes e permitia os contra-ataques do Fluminense. Somente nos acréscimos, ambas as equipes tiveram chance de marcar. Primeiro, Patrick apareceu sozinho após cobrança de falta na área, mas cabeceou por cima do travessão. A resposta dos cariocas veio com Gustavo Scarpa, em chute de fora da área que parou em grande defesa de Magrão. Assim, o duelo permaneceu igual até o fim.
FICHA TÉCNICA
SPORT 2 X 2 FLUMINENSE

Local: Ilha do Retiro, em Recife (PE) Data: 2 de agosto de 2017, quarta-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP)
Assistentes: Anderson José de Moraes Coelho (SP) e Bruno Salgado Rizo (SP)
Renda: R$ 357.610,00 Público: 16.918 pagantes
Cartões amarelos: Mena, Lenis, Rithely, Durval e Diego Souza (Sport); Renato Chaves, Lucas, Marcos Calazans e Marlon Freitas (Fluminense)
Cartão vermelho: Orejuela (Fluminense)
GOLS
SPORT: André, aos 31min do primeiro tempo; Patrick, aos 3min do segundo tempo
FLUMINENSE: Gustavo Scarpa, aos 8min do primeiro tempo; Renato Chaves, aos 12min do primeiro tempo

SPORT: Magrão, Samuel Xavier, Durval, Ronaldo Alves e Eugenio Mena; Patrick, Rithely e Diego Souza; Lenis (Osvaldo), Everton Felipe (Thomás) e André Técnico: Vanderlei Luxemburgo
FLUMINENSE: Júlio César, Lucas, Renato Chaves, Henrique e Marlon; Jefferson Orejuela, Marlon Freitas, Wendel (Norton) e Gustavo Scarpa; Wellington Silva (Peu) e Henrique Dourado (Marcos Calazans) Técnico: Abel Braga



FONTE :; MSN
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário