sexta-feira, 28 de julho de 2017

UEFA avisa que não pode evitar compras recordes

O 'caso Neymar' está dando o que falar. A possibilidade de o atacante do Barcelona se converter no recorde de transferência do futebol por conta dos 222 milhões (R$ 809,69 milhões na cotação atual) que o Paris Saint-Germain pretende
pagar para tirá-lo do Camp Nou faria aumentar o preço dos atletas nos últimos meses.
A UEFA, no entanto, entende que nada pode fazer a respeito. Assim é o que diz Andrea Traverso, responsável por licenças e pelo controle do fair play financeiro da entidade que rege o esporte no continente, em entrevista concedida à Gazzetta dello Sport.
A chave, segundo o executivo do órgão, não é essa: "Manchester City e PSG respeitam o acordo, porque faturam muito dinheiro e podem atuar. As regras são as mesmas para todos. Se um clube compra, supomos que é porque fez bem os cálculos. Caso contrário, será sancionado. Porém, não podemos impedir que comprem", comentou.
Entre 2012 e 2016, a UEFA abriu 35 casos por descumprimento do Fair Play Financeiro, excluindo nove clubes das competições europeias e obteve 23 acordos com clubes europeus para adequar as suas práticas finaceiras. Entre eles, estão PSG, Manchester City, Internazionale de Milão e Roma.

FONTE :; MSN
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário