segunda-feira, 12 de junho de 2017

Tite elegerá “novo capitão” para amistoso diante da Austrália

O técnico Tite dará continuidade ao rodízio de capitães na Seleção Brasileira. Depois
de escolher Thiago Silva para liderar a equipe contra a Argentina, o treinador escolherá entre Paulinho ou Philippe Coutinho para exercer o cargo diante da Austrália, amanhã, em Melbourne, às 7h (de Brasília).
O escolhido será o nono capitão da era Tite. Assim que assumiu, o treinador iniciou na seleção um rodízio que já havia feito em sua época de Corinthians. Desde então, em dez partidas, Miranda e Daniel Alves (2 vezes), Renato Augusto, Filipe Luis, Fernandinho, Neymar, Robinho e Thiago Silva já tiveram a responsabilidade de liderar o time.
A tendência é que o jogador do Liverpool assuma a braçadeira. Coutinho, Paulinho e Thiago Silva serão os únicos titulares mantidos da equipe que foi derrotada pela a Argentina na última sexta (9). Além de Diego Souza na vaga de Gabriel Jesus, cortado, Tite fará mais sete alterações na equipe. Visando dar oportunidade a todos, o técnico deve mandar a campo Diego Alves, Rafinha, Thiago Silva, Rodrigo Caio e Alex Sandro; David Luiz, Paulinho, Giuliano; Philippe Coutinho, Douglas Costa e Diego Souza. O último treino antes da partida contra a Austrália acontece hoje, no Lakeside Stadium.
Desfalque
O atacante Gabriel Jesus já embarcou para São Paulo após ser cortado da Seleção por conta de uma fratura na órbita esquerda. Apesar da gravidade da lesão, o jogador pode não precisar passar por uma cirurgia. De acordo com o médico da seleção, Dr. Rodrigo Lasmar, ele será reavaliado por especialistas indicados pela CBF.
“Fizemos aqui em Melbourne todo o trabalho de emergência. Os exames neurológicos não apontaram nenhuma lesão e eram os que mais preocupavam. Mesmo com a dificuldade por ser um final semana, conseguimos realizar um exame oftalmológico que infelizmente detectou essa fratura. Agora, ele vai para o Brasil, será reavaliado e só depois saberemos qual será o tipo de tratamento”, explicou o médico em conversa com os jornalistas neste domingo.
Lasmar explicou que novos exames devem ser feitos para saber se há necessidade de cirurgia. Como o local do choque ainda está muito inchado, esse diagnóstico não pôde ser feito na Austrália. Em 10 dias, segundo o médico, o inchaço deve apresentar uma melhora significativa.
O lance que culminou com a lesão de Gabriel Jesus aconteceu na derrota por 1 a 0 para a Argentina na última sexta-feira (9), em Melbourne, na Austrália. Em uma disputa com Otamendi, seu companheiro de Manchester City, o brasileiro acabou levando a pior. Para o duelo de amanhã, Tite escalará Diego Souza na vaga de Gabriel Jesus.
Concorrência forte pelo lado esquerdo
Titular absoluto nos tempos de Dunga, Filipe Luís vive situação oposta desde a chegada de Tite. Com o retorno de Marcelo e a sombra de Alex Sandro cada vez maior, o lateral esquerdo precisa aproveitar os treinos e a rara chance de começar jogando para mostrar ao técnico que deve estar entre os convocados para a Copa do Mundo de 2018. Embora esteja à frente na briga pela vaga neste momento, o atleta sabe que ainda precisa convencer, já que uma atuação discreta contra Argentina, na última sexta-feira, e corre o risco de ficar na reserva de Alex Sandro, que ainda não foi testado por Tite.
Com Dunga, a situação de Filipe era mais confortável. Mais forte no lado defensivo do que o ofensivo, ele era titular absoluto. Além disso, não precisava concorrer com Marcelo, apontado por muitos como o melhor do mundo na posição. O atleta do Real Madrid era vetado por questões extracampo. Com a chegada de Tite, a mudança foi radical. Marcelo assumiu a titularidade, fez excelentes jogos e se notabilizou pela dupla com Neymar pelo lado esquerdo do campo. O desempenho foi o suficiente para garantir uma vaga na Copa de 2018.

FONTE - O ESTADO
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário