quarta-feira, 21 de junho de 2017

Guarani só empata em casa e perde a chance de ser líder na Série B

O Guarani entrou em campo ciente de que só precisava de uma vitória simples diante de seu torcedor, no Brinco de Ouro da Princesa, local onde detinha 100% de aproveitamento até então, para terminar a nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série B na liderança geral.
O problema é que a retranca do Oeste se mostrou eficiente e acabou com o desejo e o retrospecto dos campineiros. Depois de perder para o Criciúma, o Bugre s
ó ficou no 0 a 0 com o time de Itápolis, que aliás, acumulou seu quinto empate seguido na noite dessa terça e segue sem vencer fora de casa.
Rodolfo, o goleiro do Oeste, foi o nome do jogo com defesas incríveis. Fumagalli foi o que mais sofreu pelas mãos do arqueiro, mas é bem verdade que o Guarani chegou a levar dois fortes sustos na primeira etapa por causa dos contra-ataques. O confronto também marcou a estreia de Richarlyson, ex-São Paulo, pela equipe de Campinas, mas o experiente jogador pouco pôde fazer nos menos de dez minutos de ficou em campo.
O resultado, além de impedir que o Guarani chegue à ponta, ainda derrubou o Bugre para a terceira colocação, agora atrás de Vila Nova e Juventude, com 16 pontos. O Oeste é o 13º, com 12 pontos.
Fumagalli voltou ao time nessa terça e foi responsável pelas melhores chances do Guarani no jogo
Como já era de se esperar, bastou o apito do árbitro para a bola rolar e o Guarani partir para cima do Oeste. Afim de liquidar o jogo logo nos primeiros minutos, o Bugre amassou a equipe de Itápolis em seu campo de defesa com muita participação de Funagalli e Bruno Nazário. A dupla participava de praticamente todas as jogadas mais incisivas dos campineiros.
O camisa 10 do Guarani, principalmente, era quem mais arriscava. Em 10 minutos, Funagalli, com toda sua experiência, testou o goleiro Rodolfo pelo menos três vezes em chutes de fora da área. Mas, o Oeste, na primeira vez que conseguiu encaixar o contra-ataque, assustou. Não fosse Leandro Santos trabalhar bem com as mãos, os visitantes poderiam ter aberto o placar com Alexandro.
E esse acabou sendo o panorama do primeiro tempo. O Guarani pressionava, mas encontrava dificuldade para furar a retranca dos rubro-negros, então, tentava surpreender por meio de cruzamentos e arremates de longa distâncias. O Oeste pouco atacante, mas quando conseguia, acabava levando mais perigo.
Foi assim, de novo, aos 32 minutos. Dessa vez o susto foi maior ainda. Betinho recebeu dentro da área, girou e, cara a cara com Leandro, acabou mandando por cima do travessão. Uma chance incrível desperdiçada.
Na segunda etapa, Vadão conseguiu arrumar o Guarani para se precaver dos contra-ataques que estavam tirando o ar dos bugrinos no Brinco de Ouro e mandou o time ainda mais ao ataque. A pressão aumentou e o Oeste se encolheu.
Era um verdadeiro bombardeio, até que Eliandro recebeu de Bruno Nazário e tocou por cima de Rodolfo. A bola, enfim, entrou, mas o centroavante estava impedido e não passou batido pelo auxiliar, que anulou a jogada, para desespero dos alviverdes.
Em seguida, depois de escanteio cobrado rasteiro, a bola acabou ficando limpa para Fumagalli, à frente da marca do pênalti. O camisa 10 pregou Rodolfo, que apesar da visão atrapalhada por tantos jogadores, conseguiu ter reflexo para espalmar a bola, meio que no susto, para escanteio. Os jogadores do Guarani pareciam não acreditar na intervenção de Rodolfo.
Nos últimos minutos de jogo, Vadão promoveu a estreia de Richarlyson, mas não teve jeito. O Oeste não passou do meio-campo no segundo tempo, mas arrancou um ponto do Guarani e ainda impediu que o Bugre alcançasse a liderança da Série B.
Agora, o Guarani volta a campo no sábado, às 19 horas, de novo no Brinco de Ouro da Princesa, para encarar o Náutico. Já o Oeste jogará mais cedo, às 16h30, também no Sábado, diante do Ceará, no estádio Presidente Vargas, em Fortaleza.
FICHA TÉCNICA
GUARANI 0 X 0 OESTE
Local: Estádio Brinco de Ouro da Princesa, Campinas (SP)

Data: Terça-feira, dia 20 de junho de 2017
Horário: 21h (de Brasília)
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN/CBF)
Assistentes: Vinícius Melo de Lima (RN/CBF) e Jean Marcio dos Santos (RN/CBF)
Cartões amarelos: OESTE: Ricardinho, Guilherme Romão
GUARANI: Leandro Santos; Lenon, Diego Jussani, Genílson e Salomão; Auremir, Evandro (Richarlyson) e Bruno Nazário; Fumagalli (Luiz Fernando) e Samúdio (Caíque); Eliandro
Técnico: Oswaldo Alvarez (Vadão)
OESTE: Rodolfo; Willian Cordeio, Joilson, Leandro Amaro e Ricardinho (Guilherme Romão); Lídio, Betinho e Júlio Cesar; Alexandro (Gabriel Vasconcelos), Danielzinho e Erick (Velicka)
Técnico: Roberto Cavalo

FONTE - MSN
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário