terça-feira, 27 de junho de 2017

Com 'lei do ex instantânea', Avaí vence no Nilton Santos, deixa lanterna e tira Botafogo do G-6

Joel, 11 dias depois de ter trocado o Botafogo pelo Avaí, fez os gols da vitória do Avaí por 2 a 0 contra... o Botafogo. E em pleno estádio Nilton Santos. A lei do ex em dose dupla e em tempo recorde!
Apresentado há menos de uma semana, o atacante 
camaron
ês veio depois de não ter brilhado pelo Botafogo.
Contratado no começo deste ano, o jogador disputou nove partidas e fez apenas um gol; em Santa Catarina, já tem dois tentos logo em seu segundo jogo.
Com o resultado desta segunda-feira no duelo válido pela décima rodada, o Avaí foi a oito pontos, deixa a lanterna para o Atlético-GO e fica na 19ª colocação. A equipe catarinense, que não vencia havia cinco partidas (quatro derrotas e um empate), agora está a três pontos do São Paulo, o primeiro fora da zona de rebaixamento.
Já o Botafogo, que vinha de duas vitórias seguidas e poderia terminar a jornada no terceiro posto, perde três posições, deixa o G-6 e figura agora no sétimo lugar, com 15 pontos.
Pela próxima rodada do Campeonato Brasileiro, o Avaí receberá a Ponte Preta na Ressacada, no domingo, às 19h (de Brasília). No mesmo dia, o Botafogo visitará o líder Corinthians na arena de Itaquera, às 16h. Antes, porém, a equipe carioca enfrentará o Atlético-MG no Independência, às 19h30 de quinta-feira, pela ida da das quartas de final da Copa do Brasil.
  • Ole, ole, ole olá, Giulia, Giulia
Antes de a bola rolar, houve um momento belíssimo no Nilton Santos. O atacante Roger entrou em campo com a filha de Giulia, de 11 anos, que é cega e foi homenageada pela torcida botafoguense, com o grito de "ole, ole, ole olá, Giulia, Giulia". A história de pai e filho foi contada pelo site Globoesporte nesta semana e sensibilizou muito além de apenas os fãs do time carioca.
  • Lei do ex em dose dupla
Os catarinenses surpreenderiam e abririam o placar logo aos 5min na base dos trancos e barrancos. Juan recebeu de Capa na esquerda e tocou para Pedro Castro, que errou a finalização. Joel pegou a sobra, chutou travado e, na segunda tentativa, contou com desvio de Igor Rabello, enganado Gatito Fernández.
De quebra, Montillo sentiu uma lesão e deixou o campo bastante chateado, tirando a camisa antes mesmo de entrar no vestiário. Ele foi substituído por Guilherme aos 7min.
E o torcedor alvinegro que achava que a situação não pode piorar, se enganou. Aos 16min, Capa recebeu de Joel na esquerda, cruzou rasteiro e Pedro Castro ajeitou para Joel finalizar no canto esquerdo de Gatito Fernández. 2 a 0 no Nilton Santos.
O time da casa então partiu em busca da reação. Camilo e Roger cabecearam por cima da meta aos 17 e aos 24min, respectivamente. entre um lance e outro, Arnaldo aproveitou passe de Pimpão, soltou uma bomba de fora da área e viu o goleiro Douglas Friedrich fazer ótima defesa. Quatro minutos mais tarde, Victor Luís cruzou, e a bola acertou Capa, que quase fez gol contra.
O Botafogo seguia no ataque. Após bate-rebate na área, Igor Rabello ficou com a sobra e chutou por cima, desperdiçando boa oportunidade. Apesar do domínio e do volume de jogo, a equipe de Jair Ventura não conseguiu balançar a rede.
  • Pressão ineficaz
Na volta do intervalo, a pressão carioca seguiu. Aos 6min, Bruno Silva chutou cruzado de dentro da área, e Douglas espalmou. Aos 18min, Rodrigo Lindoso recebeu bom passe de Camilo, finalizou de cavadinha, tirando do goleiro, e viu a bola passar perto da trave esquerda. No minuto seguinte, Douglas defendeu após cabeceio de Roger.
Os mandantes até mandariam a bola na rede aos 22min com Rodrigo Lindoso, mas o árbitro já havia assinalado falta de ataque no lance. Quatro minutos mais tarde, Lindoso voltaria a levar perigo com conclusão de fora da área, mas Douglas caiu no canto esquerdo para mandar para escanteio.
Aos 30min, Roger furou após passe de Pimpão, Guilherme dividiu com Leandro Silva e Douglas e a bola saiu à direita do alvo. A bola parecia decidida a não entrar a favor do Botafogo, que acabou pagando caro pela versão instantânea da lei do ex.
E olha que o prejuízo para o Botafogo poderia ter sido maior. Aos 35min, Júnior Dutra tabelou com Wellington Simião e finalizou no travessão. Gatito ainda tocou na bola.
  • Que goleiro é esse?!
Nos acréscimos, o Botafogo ainda teve a chance de descontar, mas o goleiro Douglas fez três defesas espetaculares em um intervalo de menos de dez segundos. Primeiramente, ele fez boa intervenção após cobrança de falta de Guilherme; no rebote, mesmo no chão, ele apareceu muito bem para evitar gol em conclusão de Leandrinho. Na sequência, Lindoso mandaria uma bicicleta, e Douglas pularia no canto esquerdo para salvar de novo. Não era mesmo o dia do Botafogo.
FONTE - MSN
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário