quarta-feira, 7 de junho de 2017

Ceará é derrotado pelo América-MG fora de casa e perde seis posições na Série B

A intenção era terminar a 5ª rodada da Série B consolidando a boa fase e firmando lugar no G-4 da competição.
Ao contrário disso, o Ceará encerrou a terça-feira de rodada completa da Segundona perdendo seis posições e caindo para o 11º lugar. Tudo graças à derrota por 1 a 0 para o América-MG, na noite desta terça-feira, 6,, no estádio Independência, em Belo Horizonte.
Revés indigesto não pelo resultado em si, que é normal. O
Coelho é time organizado e um dos candidatos ao acesso. Mas a maneira como o Alvinegro se mostrou incapaz de furar o bloqueio adversário, mesmo atuando 25 minutos com um jogador a mais, mostrou que o time do técnico Givanildo Oliveira ainda precisa evoluir.
Antes mesmo da bola rolar, a escalação divulgada deixava clara a intenção do comandante alvinegro. A volta de Richardson e a entrada de Felipe Menezes no lugar de Elton, com mudança de esquema do 4-3-3 para o 4-4-2 era uma tentativa de controlar a posse de bola e melhorar o setor criativo, com Pedro Ken auxiliando Menezes na armação de jogadas.
A equipe cearense começou bem e mesmo com o camisa 10 destoando do restante do time, a proposta dava certo até os 36 minutos de jogo. O Vovô era melhor, marcava o América-MG no campo de ataque, dificultando a saída do time mineiro, e criou oportunidades com Pedro Ken, Magno Alves e Roberto. Mas em falha defensiva, o time da casa abriu o placar com Luan.
Após cobrança de escanteio, a bola sobra para Rafael Lima, que cruza na medida para Luan, livre, cabecear sem chances para Éverson
No segundo tempo, o Ceará voltou com a mesma postura e iniciava melhor que o adversário, que abdicou de atacar e buscava encaixar um contra-ataque para matar o jogo. O Alvinegro voltou a mostrar carência antiga no setor de armação de jogadas. Foram 11 finalizações, nove escanteios e 42 cruzamentos, sendo 36 errados, mas nenhuma triangulação, jogada trabalhada ou infiltração. Uma mostra da falta de criatividade para furar a defesa mineira.
Nem a expulsão de Zé Ricardo, aos 11 minutos do segundo tempo fez o Vovô verticalizar o jogo. A alternativa foi arriscar de longe, mas o goleiro João Ricardo esteve atento quando foi exigido.
De Belo Horizonte, a delegação alvinegra embarca direto para o Rio Grande do Sul, para enfrenta o Brasil de Pelotas, no próximo sábado, 10, às 16h30min, no estádio Bento de Freitas.


FONTE - O POVO
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário