sexta-feira, 12 de maio de 2017

Cerro avança em duelo marcado por polêmica com árbitro brasileiro

O Cerro Porteño conseguiu uma grande virada
para cima do Caracas, na Venezuela, e está classificado para a segunda fase da Copa Sul-Americana. Depois de empatar em casa, em Assunção, por 1 a 1, a equipe paraguaia fez 2 a 1 para cima do seu adversário, de virada, no estádio Olímpico de la UCV. Com esse resultado, o Caracas se despediu da competição. Já o Cerro vai para o sorteio que definirá os próximos confrontos.
Como detinha a vantagem de consumar sua classificação com o empate sem gols, os jogadores do Caracas não demonstravam qualquer interesse em acelerar o jogo desde os primeiros minutos. O péssimo estado do gramado também dificultava as ações das duas equipes.
Mesmo assim, os mandantes conseguiram abrir o placar graças a Quijada, que aproveitou escanteio da esquerda e cabeceou para o fundo do gol. Com a vitória parcial, o Cerro passou a precisar de dois gols para avançar de forma direta. E foi isso que os paraguaios fizeram.
O problema é que o segundo tempo acabou ficando marcado pela atuação do árbitro brasileiro Ricardo Marques Ribeiro. Tudo porque o juiz ignorou um toque de mão dentro da área que acarretaria em pênalti para o Caracas, e, pouco depois, marcou uma penalidade para o Cerro Porteño em lance muito duvidoso de disputa pelo alto.
Valdez, que não tinha nada com isso, deixou tudo igual. E, aos 32, Villalba se transformou no herói dos visitantes ao aproveitar cruzamento e cabecear para as redes.
Além de toda a reclamação pelo seu critério de avaliação, Ricardo Marques Ribeiro também gerou divergências entre os dois elencos por paralisar o jogo em função de sinalizadores e labaredas de fogo que passaram a ser acesas pelos torcedores do Caracas, nas arquibancadas.
De qualquer forma, após oito minutos de acréscimos, Ricardo Marques Ribeiro encerrou a partida e o Cerro Porteño pôde, enfim, comemorar sua classificação.
No outro duelo da noite, o Arsenal de Sarandi confirmou seu favoritismo de forma tranquila e despachou o Juan Aurich da Copa Sul-Americana. Depois de vencer no Peru por 2 a 0, a equipe argentina goleou seu adversário nessa primeira fase por 6 a 1, no estádio Julio Humberto Grondona, em Avellaneda.
Se a tarefa do Juan Aurich já era difícil, a missão ficou praticamente impossível depois da equipe levar dois gols antes do intervalo. Sánchez Sotelo marcou aos 12 e aos 44. Na etapa final, já com a classificação garantida, o Arsenal não tirou o pé do acelerador e ampliou com Bellocq e J. Bottinelli. Borges ainda descontou, mas Brunetta e Corvalán fecharam a massacrante goleada.


FONTE - MSN
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário