quarta-feira, 31 de maio de 2017

Boa Esporte surpreende e bate o Figueirense em Florianópolis

Depois de um início promissor, o Figueirense agora vive um momento de instabilidade no Campeonato Brasileiro da Série B.
Nessa terça, diante de seu torcedor, no estádio Orlando Scarpelli, o alvinegro sucumbiu frente ao Boa Esporte, equipe mineira que ainda não havia vencido na competição, depois de um primeiro tempo para esquecer. O Boa Esporte se deu bem no gramado encharcado pela chuva, aproveitou o fato de ficar com u
m jogador a mais antes do intervalo e venceu por 2 a 0 em Florianópolis, pela quarta rodada da divisão de acesso do nacional. A partida também foi marcado pelo excesso de lances duros. Foram nada menos que dez cartões amarelos e um vermelho distribuídos pelo árbitro Alexandre Vargas Tavares de Jesus.
O resultado derrubou os catarinenses para a sexta colocação, com seis pontos ganhos. Situação essa que ainda pode piorar com o complemento da rodada. O Boa, por outro lado, salta para a oitava posição na tabela, com cinco pontos, e se afasta da zona de rebaixamento.Apesar das equipes entrarem em campo diante de momentos opostos, o estado do campo de jogo acabou por igualar o desnível técnico dos jogadores. Pior para os donos da casa, que encontraram mais dificuldades que o adversário para jogar seu futebol.
Depois de um início de muito perde e ganha no meio de campo, o Boa Esporte surpreendeu e abriu o placar na primeira jogada de perigo real de gol. Douglas Assis cobrou falta na área e contou com a colaboração do goleiro Fábio, que ganhara oportunidade diante da má fase de Thiago Rodrigues, mas acabou por levar um verdadeiro frango.
A resposta do Figueira veio só aos 41, mas Luan Polli, esse em grande fase, evitou o gol de Luidy, atacante emprestado junto ao Corinthians. E não bastasse o prejuízo parcial, antes do intervalo, aos 45, Zé Antônio acabou acertando Rodolfo e, como já tinha amarelo, foi expulso pelo árbitro. Dois minutos depois, o mesmo Rodolfo foi atingido novamente, dessa por Jorge Henrique e dentro da área. Pênalti convertido por Fellipe Mateus.
Desesperado, o técnico mexeu na equipe e trocou até o goleiro. Thiago Rodrigues voltou para a etapa final no lugar de Fábio, que não conseguiu aproveitar a oportunidade. E logo aos 4 minutos o ex e agora de novo titular fez uma linda defesa e evitou o terceiro gol dos visitantes.
No mais, nada mudou. O Figueirense até tentou impor uma pressão e lutou por um empate heroico, mas o Boa se trancou atrás e aproveitou a situação do gramado para conter os donos da casa e levar os três pontos para Varginha.
Na próxima rodada, O Boa jogará de novo fora de casa, dessa vez contra o Guarani, em Campinas, terça, às 19h15. Já o Figueirense, depois de duas derrotas seguidas, enfrentará o Internacional, novamente em Florianópolis, no mesmo dia, mas às 20h30.
FICHA TÉCNICA
FIGUEIRENSE 0 X 2 BOA ESPORTE CLUBE

Local: Estádio Orlando Scarpelli, em Santa Catarina (SC)


Data: 30 de maio de 2017, terça-feira
Horário: 19h15 (de Brasília)
Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (CBF-RJ)
Assistentes: Luis Claudio Regazone (CBF-RJ) e Luiz Antonio Muniz de Oliveira (CBF-RJ)
Cartões Amarelos: FIGUEIRENSE: Zé Antônio (2), Dudu Vieira, Jorge Henrique, Bruno Alves. BOA ESPORTE: Douglas Assis, Edson Borges, Alyson, Gil Mineiro, Josué
Cartão vermelho: FIGUEIRENSE: Zé Antônio
GOLS:
BOA ESPORTE: Douglas Assis, aos 24, e Fellipe Mateus, aos 49 minutos do 1T
FIGUEIRENSE: Fábio (Thiago Rodrigues); Dudu, Bruno Alves, Leandro Almeida e Iago; Zé Antônio, Dudu Vieira e Robinho (Marcus Índio); Jorge Henrique, Luidy (Juliano) e Henan
Técnico: Márcio Goiano
BOA ESPORTE: Luan Polli; Josué, Douglas Assis, Edson Borges e Paulinho; Léo Léo Baiano (Bartholo), Eduardinho, Fellipe Mateus e Radamés (Alyson); Rodolfo (Gil Mineiro) e Wesley
Técnico: Julinho Camargo

FONTE - MSN
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário