terça-feira, 25 de abril de 2017

Semana decisiva para os brasileiros na Copa Libertadores. Começa o returno para seis deles

A primeira metade da fase de grupos da Copa Libertadores passou rápido, apesar do intervalo entre jogos que algumas equipes tiveram de respeitar, por conta do novo formato da competição, que
só vai definir seu campeão no fim de novembro. E como os torcedores dos clubes que disputam a competição já sabem, o returno começa com a repetição do confronto mais recente, agora com mando trocado.
Para o Atlético, que sofreu sua primeira derrota na semana passada, em Assunção, para o Libertad, a partida de amanhã, no Independência, será mais do que a chance de devolver o revés. Ainda que não desastroso, qualquer resultado que não a vitória mantém a briga entre as duas vagas no Grupo 6 embolada e, caso o Sport Boys-BOL vença o Godoy Cruz, volta a ter esperanças de seguir no torneio, o que só aumentaria a indefinição e a pressão para as rodadas restantes.
Entre os outros cinco brasileiros em campo durante a semana – Botafogo, líder do Grupo 1, e Santos, que vem à frente no 2, só voltam a campo no mês que vem ­– há quem viva situação mais tranquila. Sem perder na competição, o Grêmio vem à frente no Grupo 8 com os mesmos sete pontos do Guarani, com quem empatou no Paraguai e que receberá quinta-feira em Porto Alegre. O desafio do técnico Renato Gaúcho será superar a eliminação pelo Novo Hamburgo nas semifinais do Estadual, mas o Tricolor poderá terminar a rodada com a vaga nas oitavas garantidas, desde que bata o time de Assunção e o Zamora supere o Iquique.
 
O mesmo ocorre no Grupo 5, com outra equipe que viu o sonho do título estadual escapar. O Palmeiras espera enfrentar amanhã uma verdadeira guerra em Montevidéu contra o Peñarol, depois da vitória suada, definida apenas nos descontos, em seu estádio. Novo triunfo, somado ao empate entre Atlético Tucumán e Jorge Wilstermann ou vitória dos argentinos em casa, faz com que nenhum dos adversários possa alcançar o Verdão.

Com dois jogos a fazer como visitante, mas a chance de receber o lanterna Zulia em casa, a Chapecoense também enfrentará um grande uruguaio fora de casa: o Nacional, quinta-feira. E o empate pode não ser suficiente para depender apenas de nova vitória sobre os venezuelanos, o que obrigaria os catarinenses a trazer pontos também do confronto com o campeão argentino Lanús na casa do adversário.
No Grupo 4, é a vez do repeteco do confronto brasileiro, agora na Arena da Baixada. Depois de dar trabalho ao Flamengo no Maracanã (derrota por 2 a 1), o Atlético-PR aposta na ajuda da torcida e no gramado sintético para devolver o resultado e, assim, passar à frente do rubro-negro carioca.
Terça
San Lorenzo x Univ. Católica – 21h – Buenos Aires – Grupo 4
Atl. Tucumán x Jorge Wilstermann – 21h – Tucumán – Grupo 5
Dep. Iquique x Zamora – 17h15 – Iquique – Grupo 8

Quarta
Atlético x Libertad – 21h45 – Independência – grupo 6
Atlético-PR x Flamengo - 21h45 - Arena da Baixada - Grupo 4
Peñarol x Palmeiras - 21h45 - campeón del siglo - Grupo 5
Melgar x Indep. medellín – 21h – Monumental – grupo 3

Quinta
Grêmio x Guaraní – 21h45 – Arena Grêmio – grupo 8
Nacional x Chapecoense - 19h30 - Centenário - Grupo 7
Atl. Zulia x Lanús - 19h30 - Maracaibo - Grupo 7
Sport Boys x Godoy Cruz – 21h45 – Santa Cruz de la Sierra – Grupo 6
Emelec x River Plate - 21h - Guaiaquil - Grupo 3 (*)
(*) terceira rodada do turno

FONTE - MSN
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário