segunda-feira, 17 de abril de 2017

Jô deixa sua marca em mais um clássico, Corinthians vence São Paulo e sai na frente por vaga na final

Com mais um gol do "Senhor dos Clássicos", o Corinthians saiu na frente no confronto contra o
São Paulo por uma vaga na final do Campeonato Paulista.
Jogando no Morumbi, o Corinthians construiu o placar com uma ótima apresentação na primeira etapa, enquanto o São Paulo, apesar da pressão na segunda etapa, não conseguiu evitar a derrota por 2 a 0.
O jogo da volta acontece no próximo domingo (23), às 16 horas (de Brasília), em Itaquera. Com a vantagem conquistada, o Corinthians jogará em frente à sua torcida podendo até perder por um gol de diferença para chegar à final.
O São Paulo, que terá que reverter uma derrota também por 2 a 0 contra o Cruzeiro no meio da semana, pela Copa do Brasil, vai precisa vencer por três gols em Itaquera. Vitória do time tricolor por dois gols de diferença leva a decisão para os pênaltis.
  • É clássico? Então é Jô
Depois de marcar contra o Palmeiras, Santos e no encontro com o São Paulo na primeira fase do Paulista, Jô manteve sua sequência positiva em clássicos desde que voltou ao Corinthians.
Foi o camisa 7 quem abriu o placar do Morumbi, aos 20 minutos do primeiro tempo. Rodriguinho viu a infiltração do atacante no meio da defesa do São Paulo e Jô, que estava um pouco na frente da linha dos zagueiros no momento do passe, recebeu para tocar na saída do goleiro.
  • Rodrigo Caio exemplar
Apesar da apresentação fraca do São Paulo na primeira metade do jogo, foi Rodrigo Caio quem chamou a atenção de todos. Não por uma jogada, mas sim por uma atitude cada dia mais rara de se ver.
O atacante ainda ficou perto de ficar de fora do jogo da volta já que, pendurado, recebeu cartão amarelo de Luiz Flavio de Oliveira ao tentar chegar em lançamento que Rodrigo Caio tomou a frente e Renan ficou com a bola. A arbitragem viu falta do atacante e deu o cartão, mas Rodrigo Caio, que foi quem realmente acabou tocando no goleiro, avisou o arbitro, que voltou atrás.
  • 2 a 0 antes do intervalo
O primeiro tempo do São Paulo foi de poucas oportunidades. Com dificuldades para furar o bloqueio defensivo do rival, os donos da casa só conseguiram ameaçar com uma bola alçada para Pratto, que finalizou completamente fora do alvo, e no chute de Thiago Mendes, que Cássio "bateu roupa" e foi salvo pelo zagueiro.
Para piorar, quando o Corinthians parecia apenas tocar a bola para administrar a vantagem conquistada no primeiro tempo, veio o segundo gol. Nos últimos segundos dos acréscimos, Rodriguinho experimentou de muito longe e o chute rasteiro entrou no canto direito do gol defendido por Renan Ribeiro, que não conseguiu chegar.
  • Cássio frustra a torcida
O São Paulo voltou dos vestiários com Gilberto no lugar de Luiz Araújo, e foi para o ataque. Mas Cássio estava lá para atrapalhar.
Aos 14 minutos, em cobrança de falta de muito longe, Maicon arriscou direto. A bola ia no canto direito, rasteiro, mas o goleiro do Corinthians conseguiu desviar para escanteio. Três minutos depois foi a vez de Gilberto arriscar no canto esquerdo, e Cássio apareceu mais uma vez.
Sem Jadson, que deixou o campo nos primeiros minutos do segundo tempo, contundido, o Corinthians aparecia menos no campo ofensivo e a primeira chegada com perigo foi aos 27, com um chute de Rodriguinho que passou muito perto do gol.
A última chance do São Paulo veio aos 42, mais uma vez com um cabeceio de Lucas Pratto, que acabou mandando justamente onde estava o goleiro do Corinthians.
  • Torcida na bronca
Após a segunda derrota seguida por 2 a 0 no Morumbi, a torcida do São Paulo demonstrou sua insatisfação com o time. Nos minutos finais do jogo, quando ainda buscavam ao menos um gol para melhorar a situação, as arquibancadas cantavam: "Vergonha! Vergonha! Time sem vergonha!".


FONTE - MSN
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário