sexta-feira, 21 de abril de 2017

Conselho Deliberativo do Fortaleza fala em desastre e quer medidas urgentes

Em nota direcionada aos torcedores do clube, o Conselho Deliberativo do Fortaleza deixou claro o descontentamento com a eliminação do time no Campeonato Cearense. Segundo o texto, é hora de cobrar a diretoria pelos resultados recentes. O Portal Esportes O POVO apurou que uma reunião está agendada para às 18 horas desta quinta-feira, 20, com membros do conselho e do comando executivo.

Uma ala defende que os atuais mandatários do Tricolor do Pici renunciem aos cargos. No entanto, o presidente Jorge Mota não estaria de acordo com essa posição e está resistente em aceitar a ideia. 

Ainda na mensagem encaminhada pelo conselho, é destacado que o momento é de reconhecer os erros e construir uma nova atitude visando a disputa da Série do Campeonato Brasileiro.

Confira a íntegra da nota:
Aos Conselheiros,
Aos Sócios,
Aos Torcedores do Fortaleza Esporte Clube.

Até ontem o momento era de apoiar incondicionalmente. Agora o momento é de atitude. E nosso papel de Conselho Deliberativo também é de cobrar. Algo tem que ser feito.

Estaremos nos reunindo nas próximas horas com o Presidente da Diretoria Executiva, Jorge Mota, para construirmos essa atitude. Tudo dentro dos nossos limites estatutários, pois a atuação do Conselho Deliberativo tem limites dentro do estatuto do Clube. 

Porém, não vamos fugir do nosso papel e vamos agir de forma responsável e firme. 
A hora agora é de assumir responsabilidades pelo desastre. Admitir e identificar o erro faz parte do processo de construção do acerto. A hora é tomar decisões. E focar no próximo objetivo do acesso à série B.

Devemos agir e agir com inteligência, com urgência, pois o Campeonato Brasileiro bate à nossa porta e a Fares Lopes passa a ser outra realidade no 2º semestre.
CONSELHO DELIBERATIVO DO FORTALEZA EC
FONTE - O POVO
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário