quarta-feira, 19 de abril de 2017

Chapecoense pressiona, perde gol surreal e fica no empate com o Nacional em casa

A Chapecoense tentou, tentou e tentou, mas não conseguiu mais do que um empate com
o Nacional por 1 a 1 na Arena Condá, nesta terça-feira, pela quarta rodada do grupo 7 da Copa Libertadores. Reinaldo, de pênalti, abriu o placar para os catarienses, e Hugo Silveira definiu a igualdade.
A partida foi dominada pelos mandantes, que criaram várias chances para sair com a vitória. Na melhor delas, Túlio de Melo, após ser travado pelo goleiro Conde, desviou como pôde e viu a bola acertar a trave e correr pela linha, sem cruzá-la. Um lance inacreditável e que indicou que a noite não era mesma da equipe brasileira.
Com o resultado, os dois times ficam com quatro pontos, com vantagem para os uruguaios no saldo de gols (0 a -1). A chave é liderada pelo Lanús, que goleou o Zulia por 5 a 0 mais cedo e foi a seis pontos. Os venezuelanos estão na lanterna com três unidades.
Agora, brasileiros e uruguaios voltarão a jogar no domingo. O Nacional visitará o Fénix pelo Campeonato Uruguaio, às 19h30 (de Brasília), enquanto a Chapecoense irá ao Heriberto Hülse encarar o Criciúma, às 19h.
Pela Libertadores, o próximo compromisso de ambos serão novamente entre eles. O duelo em Montevidéu ocorrerá no dia 27 de abril, às 19h30.A partida começou intensa, e os mandantes assustaram com um cruzamento de Reinaldo com menos de um minuto de bola rolando. Os uruguaios responderam logo aos 3min, quando Aguirre acertou o travessão com uma pancada de fora da área.
Aos 8min, veio a grande chance de a Chape abrir o placar - o que aconteceu. Arhur foi derrubado por Otálvaro na área, e o árbitro assinalou a penalidade, que foi convertida por Reinaldo.
Animada, a equipe catarinense seguiu no ataque, e João Pedro exigiu defesa de Conde aos 18min com um chute de fora da área. Quatro minutos depois, Wellington Paulista até balançou a rede de cabeça, mas o árbitro marcou falta do atacante em Polenta, invalidando o gol.
Os mandantes, porém, diminuíram o ritmo ao longo do tempo e pagariam com o empate. Aos 40min, Kevin Ramírez foi acionado na esquerda e cruzou na esquerda para Hugo Silveira concluir entre as pernas do goleiro Arthur Moraes.
  • Como essa bola não entrou?
Na etapa final, o time da casa voltou a adotar uma postura ofensiva e passou a criar novamente chances de gol. Logo aos 2min, Wellington Paulista aproveitou cruzamento de Rossi e cabeceou por cima do alvo. Aos 19min, o atacante levou perigo com um cabeceio novamente, após levantamento de Andrei Girotto. Seis minutos mais tarde, Rossi cruzou, García desviou contra a própria meta em disputa com Túlio de Melo e Conde pulou para realizar grande intervenção.
O tempo passava, e o domínio dos mandantes continuava. Aos 29min, aconteceria o inacreditável. Após Andrei Girotto, Túlio de Melo concluiu e Conde apareceu bem para travar. No rebote, o atacante desviou como pôde, a bola acertou a trave e correu pela linha sem entrar, antes de Gonzalo afastar. Parecia um lance de videogame.
Sem conseguir o gol da vitória, a Chape ainda quase levou a virada aos 32min. Aguirre ganhou de Luiz Otávio e chutou de dentro da área, parando em Arhur Moraes. Aos 37min, Andrei Girotto soltou a pancada de fora da área e mandou perto do travessão. 
A pressão foi forte, mas não obteve sucesso.

FONTE - MSN
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WAT SAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário