segunda-feira, 10 de abril de 2017

CARIOCA - Para menos de 8 mil pessoas, Botafogo passa fácil pelo Fluminense e vai à final da Taça Rio

Clássico que não valia nada? Tente dizer isso aos atletas do Botafogo. Neste domingo, os comandados de Jair Ventura passaram fácil pelo Fluminense na
semifinal da Taça Rio. No Estádio Nilton Santos, o time alvinegro fez 3 a 1 na equipe tricolor e avançou à final da competição.
Igor Rabello, apelidado de "General", fez o primeiro
gol do confronto, de cabeça. Em lance muito parecido, Dudu Cearense ampliou. Quem fechou a conta para os mandantes foi o atacante Sassá. No fim da partida, Richarlison descontou.
Com o triunfo, o clube da estrela solitária enfrentará o Vasco na final da Taça Rio, no próximo domingo, às 16h (de Brasília). A decisão, entretanto, valerá somente o troféu, pois as semifinais gerais do Campeonato Carioca já estão definidas. O Flamengo enfrenta o Botafogo, enquanto o Fluminense medirá forças com o time cruzmaltino.
A pouca importância da partida foi refletida nas arquibancadas. Apenas 7.309 pessoas pagaram ingressos para ver o duelo no Engenhão, que ficou praticamente vazio.
  • Passeio na bola aérea
  • Logo no primeiro minuto, o Botafogo abriu o placar explorando uma dificuldade crônica do Fluminense no ano: a bola aérea. Gilson cobrou falta na área, Júlio César não saiu do gol e Igor Rabello cabeceou para as redes.
    Precisando virar a partida, o Fluminense começou a ocupar mais o campo de ataque - o time alvinegro tinha a vantagem do empate. Aos oito, Marcos Júnior perdeu gol incrível. Ele recebeu na cara do goleiro e tentou o drible, mas viu Gatito Fernández dar um tapa na bola.
    Porém, foi o Botafogo quem balançou as redes de novo, aos 26 minutos. Outra vez na bola aérea, Gilson cobrou falta na área e Dudu Cearense, muito impedido, testou para as redes.
    Assim como no último "clássico Vovô", o time de Jair Ventura abriu dois tentos de vantagem na primeira etapa. Entretanto, o resultado foi bem diferente em relação ao confronto da fase de grupos.
    Logo no início do segundo tempo, o Botafogo ampliou a vantagem. Em contra-ataque, Guilherme lançou Sassá nas costas da defesa. O atacante ganhou de Frazan e fuzilou a meta de Júlio César, anotando o terceiro.
    E quase teve mais: aos 22, Igor Rabello ganhou no alto após cobrança de escanteio e obrigou Júlio César a fazer boa defesa. Aos 35, o arqueiro tricolor salvou o clube mais uma vez depois chute de fora da área de João Paulo. No rebote, Vinícius Tanque acertou a trave.
    Ainda houve tempo para uma expulsão. O zagueiro Reginaldo reclamou com o árbitro, levou o segundo amarelo e deixou a equipe de Abel Braga com um atleta a menos.
    Mesmo com esse obstáculo, o Flu conseguiu o gol de honra. Richarlison sofreu pênalti e o converteu, superando Gatito Fernandez, aos 44 minutos.
    O Botafogo volta a campo já nesta quinta-feira, pela Copa Libertadores. O time alvinegro viajará à Colômbia para enfrentar o Atlético Nacional-COL. No mesmo dia, o Fluminense irá até o Centro-oeste para duelar com o Goiás pela Copa do Brasil.FICHA TÉCNICA
    BOTAFOGO 3 X 1 FLUMINENSE
    • Local: Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro (RJ)
    • Data: 9 de abril de 2017 (Domingo)
    • Horário: 16h(de Brasília)
    • Renda: R$ 130.320,00
    Público: 7.309 pagantes (8.579 presentes)
    • Árbitro: Alexandre Vargas Tavares de Jesus (RJ)
    Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa (RJ) e Daniel do Espírito Santo Parro (RJ)
    • Cartões amarelos: Sassá, Renan Fonseca, Gatito Fernández, Camilo, Igor Rabello (Bota); Reginaldo, Marquinhos Calazans, Luiz Fernando, Sornoza (Flu)
    Cartão vermelho: Reginaldo
    Gols:
    • BOTAFOGO: Igor Rabello, a 1, Dudu Cearense, aos 26 min do 1º tempo; Sassá, aos 2 min do 2º tempo
    FLUMINENSE: Richarlison, aos 43 min do 2º tempo
    • BOTAFOGO: Gatito Fernández, Fernandes, Renan Fonseca, Igor Rabello e Gilson; Dudu Cearense, Rodrigo Lindoso (Matheus Fernandes), João Paulo e Camilo; Guilherme (Pachu) e Sassá (Vinícius Tanque)
    Técnico: Jair Ventura
    • FLUMINENSE: Júlio César, Luiz Fernando, Reginaldo, Frazan e Marquinhos Calazans; Orejuela, Douglas (Sornoza) e Marquinho; Lucas Fernandes (Richarlison), Marcos Júnior (Osvaldo) e Pedro
    Técnico: Abel Braga

FONTE - MSN
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário