segunda-feira, 10 de abril de 2017

BRIGA - Após classificação, Weverton provoca Paraná e jogadores brigam em campo

A classificação do Atlético-PR diante do Paraná neste domingo, na Vila Capanema, no empate por 0 a 0 pelas quartas de final do Campeonato Paranaense, teve cenas de violência após o apito final.
O goleiro Weverton provocou a torcida paranista e houve uma batalha entre os dois times.
A confusão começou quando o árbitro deu fim ao jogo.
O goleiro atleticano, que estava com a bola após fazer a última defesa do jogo, chutou para os torcedores tricolores. E começou a provocar eles, frente a frente, dentro do campo.
Os atletas do Tricolor não gostaram e foram cobrar o arqueiro do Furacão. O atacante Nathan agrediu ele e, a partir daí, a briga foi generalizada, envolvendo os jogadores e integrantes das comissões técnicas dos clubes.
- Desde que eu entrei em campo os torcedores me xingaram. Não faltei respeito com o Paraná. Pedi para me xingarem de novo. Os jogadores do Paraná nem viram o que eu fiz. Eu apenas comemorei a classificação. O futebol está muito chato. Ficam bravos e p**** com qualquer coisa - afirmou o goleiro.
Do lado do Paraná, o treinador lamentou a confusão após a partida e disse que a provocação foi desnecessária.
- Na hora da alegria, às vezes, o jogador faz um gesto e acaba ofendendo. Os jogadores falaram que houve desrespeito e isso não ajuda o espetáculo. Revoltou nossos atletas, até mesmo quem não tem histórico de briga. Adversários não são inimigos. É uma pena o que aconteceu. É um exemplo ruim e isso afeta, a violência não pode ficar em primeiro lugar - lamentou o técnico paranista, Wagner Lopes.
FONTE - MSN
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário