terça-feira, 14 de março de 2017

SÃO PAULO - Michel diz que torcida do São Paulo aliviou para Cueva pela boa fase

Michel Bastos, meia do Palmeiras (Foto: Reprodução SporTV)
Jogador do São Paulo entre 2014 e 2016, Michel Bastos deixou o Morumbi criticado pelos torcedores – ele teve divulgada nas redes sociais uma foto com um copo de cerveja, fato que o fez ser chamado de bêbado em protestos de são-paulinos. Atualmente no Palmeiras, o meia questionou a diferença do tratamento dado a Cueva, destaque atual no Morumbi, que apareceu bebendo em vídeo que viralizou na semana passada.

Ao SporTV, o meia do Palmeiras disse que a torcida tricolor reagiu de maneira diferente com o atual camisa 10 do São Paulo porque ele vive um bom momento. Michel se defendeu ao dizer que a foto foi usada para prejudicá-lo, pois foi divulgada cinco meses depois de tirada. Ele acha que não existe problema de um atleta profissional beber cerveja em momento de folga.
– Eu fico triste pelo fato da minha foto ter sido divulgada quatro ou cinco meses depois (...). Tenho certeza de que, se o time estivesse perdendo, em uma posição diferente, talvez os torcedores não gostassem de ele estar fazendo aquilo. E era um momento de folga, eu acho normal. Mas fico feliz por ele por não ter tido os torcedores contra isso. Até pelo fato de eu ser favorável dos jogadores aproveitarem a folga da melhor maneira possível – disse Michel Bastos. 
O jogador do Palmeiras admitiu que teve uma queda de rendimento em 2016 por conta das lesões musculares. Mas foi contundente em relação às críticas, revelou ter recebido propostas para voltar à Europa e disse ter se sentido machucado com algumas acusações.
– Em 2016, comecei superbem, no mesmo ritmo de 2015, mas acontece que aí acabei tendo a primeira lesão muscular da minha carreira. Tenho consciência que meu rendimento realmente caiu, só que as coisas começaram a fugir do campo. Se chegar e falar: "O Michel não é bom de bola", beleza, a gente tem que entender que a opinião é do torcedor. Mas começaram a me tachar de jogador que não era de grupo, mercenário, fizeram protesto com notas com a minha foto. Eu vim para o São Paulo, voltei da Europa e abri mão de muito dinheiro para vestir a camisa do São Paulo. Renovei. abrindo mão de propostas para voltar para a Europa com um salário melhor do que eu teria no São Paulo... As pessoas não sabem disso – completou Michel.
Depois da vitória por 3 a no clássico contra o São Paulo, no sábado, o Palmeiras recebe o Jorge Wilstermann, da Bolívia, na quarta-feira, pela segunda rodada da fase de grupos Libertadores.

FONTE ;G1
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92026830 CLARO (88)9 -98602540  TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ . NO  QUE É WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário