segunda-feira, 30 de janeiro de 2017

PALMEIRAS - Barrios marca, mas Verdão segue sem vencer a Ponte Preta no Allianz

Mesmo jogando com um a mais por quase todo o segundo tempo, não foi neste domingo
que o Palmeiras conseguiu vencer a Ponte Preta no Allianz Parque pela primeira vez. Com um gol de Lucas Barrios, que ameaça ressurgir após uma temporada de altos e baixos em 2016, o time de Eduardo Baptista vencia até os 44 minutos do segundo tempo. O empate veio de um pênalti cometido por Rafael Marques e convertido por Ramon: 1 a 1.
Foi o quarto jogo entre Palmeiras e Ponte na nova arena. Agora são dois empates (2 a 2 no Brasileirão de 2016 e o deste domingo) e duas derrotas alviverdes (ambas por 1 a 0, no Paulista e no Brasileirão de 2015).
Eduardo Baptista vai em busca de sua primeira vitória no novo clube no domingo que vem, data da estreia no Paulistão, contra o Botafogo-SP, novamente no Allianz Parque. Nos amistosos de pré-temporada, foram dois empates - ficou no 2 a 2 com a Chapecoense semana passada. A Macaca estreia no Estadual contra a Ferroviária, domingo, em casa.
Se dependesse do volume de jogo, o Palmeiras teria vencido neste domingo. Com um time bem próximo do que vai começar o Campeonato Paulista como titular, o time dominou amplamente as ações desde o início do primeiro tempo, mas foi para o intervalo sem marcar gol.
Mesmo assim, o estreante Willian mostrou que será forte concorrente pela vaga de centroavante e participou das duas jogadas de maior perigo da equipe, sempre se movimentando em diagonal do meio para a esquerda e saindo na cara do gol.
Na primeira ocasião, o camisa 29 aproveitou um arremesso lateral que Dudu cobrou rapidamente, tocou na saída de Aranha e errou por centímetros. Também foi Dudu quem o serviu na segunda oportunidade, com uma ótima enfiada no meio da defesa. Willian foi solidário e rolou para Tchê Tchê finalizar, sem goleiro, e acertar a trave. Na sobra, Róger Guedes ainda exigiu grande defesa de Aranha e Raphael Veiga carimbou o travessão.
O clima amistoso foi indo embora com o passar do tempo. Sem força para assustar Fernando Prass - exceto por algumas jogadas de Pottker -, a Ponte muitas vezes apelou para as faltas. O ex-palmeirense João Vitor deu duas entradas em Tchê Tchê, uma em cada tempo, e foi expulso aos oito minutos da etapa final.
Eduardo Baptista decidiu modificar a equipe aos poucos no segundo tempo. Voltou do intervalo com Barrios no lugar de Willian e Vitinho na vaga de Raphael Veiga. Pouco depois, tirou Felipe Melo e promoveu a estreia de Michel Bastos. O 4-1-4-1 se manteve, com Tchê Tchê à frente da zaga.
O domínio continuou sendo verde, e as atenções se voltaram para Lucas Barrios. O paraguaio, que terminou o ano passado em baixa e busca uma espécie de recomeço no Palestra Itália, movimentou-se bem no pivô e recebeu bolas que todo atacante deseja para finalizar, mas o gol teimava em não sair. Aos 20 minutos, o cruzamento rasteiro de Michel Bastos o encontrou praticamente embaixo da trave, mas a conclusão foi para fora.
A torcida ameaçou chiar depois que uma bola perdida por ele no ataque resultou em contra-ataque da Ponte Preta e por pouco não terminou em gol de Ravanelli, mas o camisa 8 persistiu. Aos 29 minutos, ele aproveitou um cruzamento de Zé Roberto, cabeceou firme e enfim se encontrou com as redes.
Com a vantagem no placar e no número de jogadores, o Palmeiras foi trocando todos os jogadores e pouco era ameaçado quando o árbitro viu um toque de mão de Rafael Marques dentro da área e apitou o pênalti que Ramon converteu.
FICHA TÉCNICA
PALMEIRAS 1 X 1 PONTE PRETA

Local: Allianz Parque, em São Paulo (SP)
Data/Hora: 29 de janeiro de 2017, às 17h
Árbitro: Vinicius Gonçalves Dias de Araújo (SP)
Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Alex Ang Ribeiro
Renda/ público: R$ 795.982,50/ 15.878 pagantes
Cartões amarelos: João Vitor, Wendel, Matheus Jesus e Jadson (PON); Vitinho (PAL)
Cartão vermelho: João Vitor (PON)

GOLS: Barrios, aos 29'/2T (1-0); Ramon, aos 44'/2T (1-1)
PALMEIRAS: Fernando Prass (Jailson, aos 37'/2T); Jean (Fabiano, aos 23'/2T), Edu Dracena (Thiago Martins, aos 37/2T), Vitor Hugo e Zé Roberto (Egídio, aos 34'/2T); Felipe Melo (Michel Bastos, aos 12'/2T), Róger Guedes (Erik, aos 30'/2T), Tchê Tchê (Thiago Santos, aos 32'/2T), Raphael Veiga (Vitinho, intervalo) e Dudu (Rafael Marques, aos 30'/2T); Willian (Barrios, intervalo). Técnico: Eduardo Baptista.
PONTE PRETA: Aranha; Nino Paraíba (Emerson, aos 22'/2T), Fábio Ferreira (Reinaldo, aos 22'/2T), Kadu (Marlon, aos 22'/2T) e João Vitor; Jeferson (Fábio Braga, aos 22/2T), Clayson (Naldo, aos 10'/2T), Wendel (Ravanelli, intervalo (Erick Sales, aos 37'/2T)), William Pottker (Ramon, aos 19/2T) Matheus Jesus (Jadson, aos 14'/2T) e Lucca (Lins, aos 21'/2T). Técnico: Felipe Moreira.
COM INFORMAÇÕES O POVO
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92.026.830 CLARO (88) -98602540 9 TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ . NO  QUE É WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário