quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

FUTEBOL - Nem Vitória nem Flamengo: Marinho anuncia ida para futebol do exterior

A novela Marinho chegou ao fim. E com um desfecho em clima de suspense. Em pronunciamento na Toca do Leão, na manhã desta quinta-feira, o atacante
revelou que não vai ficar no Vitória até o fim do contrato. Mas também não vai para o Flamengo, como era esperado. Sem revelar o destino, o destaque do time baiano apenas adiantou que vai defender um time do exterior.
- A gente está fechando um ciclo aqui. A proposta que eu tive é surreal para o Brasil. O Vitória fez uma proposta, mas não chegou nem perto. Tive várias propostas de clubes do Brasil. Fico feliz, mas é como falei. Uma coisa que para o Brasil não tem como. Gosto muito do Vitória, sou grato. Mas o que chegou para mim não tem como - comentou Marinho durante seu pronunciamento.A imprensa não teve oportunidade para questionar o jogador sobre seu destino: o pronunciamento foi interrompido pelo empresário de Marinho, Jorge Machado, que tirou o atleta da mesa de coletiva e lhe deu um forte abraço. Assim, o atacante se despediu do Rubro-Negro.
- O que fiz no Vitória ficou marcado. Minha história não fica aqui. É um até logo. Saio de cabeça erguida. Tenho de 27 anos e falo que não ganhei nada ainda. Falo que vou sair do aluguel agora. Não posso ser hipócrita e dizer que não quero ir. Essa oportunidade não vai aparecer do jeito que apareceu - acrescentou o atacante.
A negociação para a saída de Marinho do Vitória acontece desde o final do ano passado. Principal jogador do Vitória na Série A de 2016, o atacante despertou o interesse de diversas equipes, entre elas, o Flamengo, que era, segundo o empresário, o clube mais próximo de uma contratação. 
Uma reunião foi realizada na Toca do Leão na tarde de quarta-feira entre a diretoria rubro-negra, o empresário Jorge Machado e o jogador, mas chegou ao fim <b>sem um acordo</b>. Um novo encontro foi marcado para esta quinta. Sinval Vieira, diretor do time baiano, disse que Machado não apresentou uma proposta do Flamengo, mas, sim, uma oferta do futebol chinês. O valor oferecido, no entanto, não correspondia ao da multa rescisória, que é de cinco milhões de euros, aproximadamente R$17,5 milhões. 
O Flamengo teria a preferência do empresário para negociar o atleta. A intenção do Rubro-Negro carioca era comprar 50% dos direitos econômicos do jogador - 30% é do Cruzeiro, 20% da JMB (empresa de Jorge Machado e Bismarck). Marinho tem contrato com o Vitória até o fim de 2018. 
Vitória não desiste do atacante
Assim que Marinho encerrou seu pronunciamento, o diretor de futebol do Vitória, Sinval Vieira, foi chamado na sala de imprensa. O dirigente garantiu que o clube não abriu mão de contar com Marinho nesta temporada e que o jogador só deixará a Toca do Leão mediante o pagamento integral da multa.
- Vamos ter um segundo encontro e temos certeza que vamos fazer uma proposta melhor. O que for possível, essa direção vai fazer para Marinho ficar. Nós vamos jogar [pesado] pela manutenção de Marinho. A gente vai brigar muito. Mesmo com a gratidão a Marinho, a gente tem que defender o clube. Acho impossível ele sair sem aquele valor da multa - disse Sinval Vieira. 
Confira abaixo outros trechos da coletiva de Marinho.
FIM DA NOVELA?
- Essa novela que todos estavam sempre falando, sempre perguntando, vim aqui me pronunciar a respeito disso. Hoje essa novela acaba. Primeiro, quero agradecer a todos. Segundo ponto é justamente falar do que está acontecendo. Primeiro, pela gratidão que eu tenho com o Vitória por tudo o que aconteceu comigo aqui. Um ano maravilhoso. Tenho um carinho imenso pelo clube. Isso é recíproco da parte do clube, da parte os torcedores comigo. Não copiei nada, não é nada escrito. Simplesmente vou falar o que eu penso. A respeito de sair ou ficar no Vitória, eu vim falar para todos que meu momento no clube está fechando um ciclo. Um ano maravilhoso que eu tive no clube, uma oportunidade que o clube me deu. Essa gratidão eu vou levar para o resto da vida. O esforço que essa diretoria nova fez para ficar comigo... Mas é uma coisa, uma proposta, que eu tive que é totalmente surreal para o Brasil. O Vitória fez a proposta, mas não chega nem perto do que eu tenho. Agradeci ao pessoal, Sinval, que não queria deixar eu sair, mas ele sabe que é a minha vida que tenho que seguir, minha família que eu carrego. Tudo isso pesa. 
OPORTUNIDADE DA VIDA
- Tive várias propostas de clubes o Brasil. Fico feliz pelas equipes que procuraram o Vitória, mas é como eu falei. É uma coisa que, para o Brasil, não tem como. É a oportunidade de minha vida. É meu desejo poder sair. 
REAÇÃO DA TORCIDA
- Sei quer muita gente vai ficar falando “o cara não sabe reconhecer”. Reconheço, e muito, o que o clube fez por mim. Mas eu fiz por onde. A melhor proposta que eu tenho é essa, e foi um desejo meu de poder dar sequência em minha vida. Sei que muita gente não vai aceitar minha saída. Esses dias eu estava pensando, depois da tragédia da Chapecoense, muitas famílias que perderam... Eu fico pensando: “E aí, quando se vai de uma forma como essa e você não conquistou nada?”. A gente nunca sabe. Eu tenho que pensar na minha família. Gosto muito do Vitória, sou muito grato, mas o que apareceu para mim não tem como pensar duas vezes. A proposta que fizeram para mim não chega nem perto. É minha vida.
ADMIRAÇÃO PELO VITÓRIA
- É difícil até ficar falando aqui. É um clube que eu aprendi a gostar muito. Tenho uma tatuagem do leão no braço. Fui identificado com o Ceará, mas aqui a identificação é muito maior. Só que tem outras coisas que tem que pesar. Tem que pesar minha vida, minha família. Espero que o torcedor reconheça isso.
PROPOSTA NO MEIO DO ANO
- A diretoria que estava aqui recebeu uma proposta por mim no meio do ano. Até tinha falado com meu empresário. “Tenho uma oportunidade para sair, sempre tive o sonho de ir para fora e quero ir”. O Anderson Barros [então diretor de futebol] e o presidente [Raimundo Viana, na ocasião] conversaram com ele, conversaram comigo, dizendo que queriam que eu ficasse: “Se tiver que sair, você vai sair no final do ano”. Acabei ficando por respeito a eles e ao clube. Chegou a minha hora. Oportunidade não aparece todo dia. O Vitória fez uma proposta, mas nem perto do que tem para mim fora. Falei com Sinval, que está prendendo para ficar, mas falei a minha vontade: “Quero que vocês entendam a minha vontade de não ficar".
VONTADE PRÓPRIA
- Ele [Sinval Vieira] tem que entender que o que eu fiz aqui, dificilmente... As coisas iam acontecer de outra forma. Estou saindo, porque foi uma vontade minha. Espero que todos os torcedores entendam. Saio com a cabeça erguida. 
OPORTUNIDADE
- Se a proposta do Vitória fosse uma coisa que fizesse eu ficar, eu ficaria. Mas essa oportunidade não vai aparecer mais do jeito que apareceu. Essa é minha vida. Tenho que aproveitar. Foi o ano mais feliz de minha vida.


COM INFORMAÇÕES DO G1
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92.026.830 CLARO (88) -98602540 9 TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ . NO  QUE É WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário