quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

VASCO - Eurico confirma candidatura e promete presente para a torcida antes do Natal

eurico miranda  (Foto: Vicente Seda)
O presidente Eurico Miranda convocou uma entrevista coletiva para realizar um balanço financeiro de sua gestão. Em meio à apresentação de tabelas e números das dívidas pagas, o mandatário anunciou
que concorrerá à presidência do Vasco novamente em 2017, quando termina o triênio, e garantiu um presente para a torcida antes do Natal. Além disso, disse que R$ 200 milhões do orçamento serão destinados a investimento no futebol. 
- Não quero nem saber de quem tenho apoio. Eu vou (concorrer à eleição). Para acabar com especulação. É para, inclusive, os não satisfeitos se apresentarem. Vou deixar um quadro muito melhor do que recebi. O orçamento vai ser aprovado agora e vocês vão ficar surpresos. Em orçamento total, acima de R$ 260 milhões. Só para o futebol são R$ 200 milhões. O Vasco vai brigar nas cabeças, com certeza - disse o presidente.  

Ele enfatizou que o comando anterior, de Roberto Dinamite, deixou o clube em situação crítica e apontou melhorias estruturais, como a construção do Caprres e do campo anexo de São Januário, além da redução no passivo de R$ 690 milhões para R$ 518 milhões entre novembro de 2014 e a metade de 2016 (veja abaixo as tabelas da apresentação do clube sobre as finanças).

O total do montante de dívidas já pagas, que Eurico atribui ao seu antecessor é de R$ 162.701.817,00 - foram quitadas, segundo ele, no período de 30/11/2014 até 05/12/2016. O clube entregou à imprensa, nesta terça, presente cópias das Certidões Negativas de Débito com a Receita Federal, FGTS, Justiça Trabalhista, Prefeitura, Fazenda Estadual e Procuradoria Geral do Estado.

- É para se demonstrar como a administração anterior entregou o Vasco e quais foram os procedimentos adotados por essa administração. Tudo documentado, sem fantasias, é a situação real. Encontramos isso (situação financeira) absolutamente degradado. Para se ter uma ideia, chegamos aqui e tínhamos um ônibus enguiçado. Hoje o Vasco tem seis porque as suas categorias de base não tinham como se locomover - iniciou o presidente.

Eurico continuou a demonstrar a situação do clube quando ele assumiu a presidência e afirmou que, se sua gestão demorasse mais para chegar, talvez o Vasco não conseguisse se recuperar.
- O clube precisava e precisa do mínimo para poder se desenvolver no dia a dia. Então, além da locomoção, dos campos, tinha aluguel de outros campos e não era pago. O gramado, a empresa que fazia, não recebia. Então sem gramado. A água, não tinha água. Era cortada. Fomos obrigados a fazer acordo. Trocando em miúdos, hoje pagamos duas contas d'água. A conta, e a conta do acordo. O gramado, a mesma coisa, temos de pagar duas manutenções. Se a gente demora mais um pouco para chegar, dificilmente conseguiríamos recuperar essa instituição.
resumo eurico (Foto: Reprodução)Veja o resumo da apresentação do Eurico: abaixo, tabelas mais específicas

De acordo com os documentos, em processos cíveis, houve redução de R$ 22 milhões em uma dívida que era de R$ 75 milhões, e dos R$ 53 milhões restantes, R$ 29 milhões já foram pagos, de acordo com os números do clube. Há também uma dívida do Vasco com a Cedae, de cerca de R$ 10 milhões, e de R$ 2,3 milhões contra o Coritiba pela contratação de Jonas, que move um processo trabalhista no qual é credor de R$ 4,7 milhões.
documento vasco (Foto: Reprodução)Apresentação feita pelo Vasco para a coletiva de Eurico


Entre outros números mostrados em um dossiê nomeado "Realidade financeira" pelo clube, está descrito que o Vasco pagou 55% dos seus acordos judiciais firmados (tabela acima). Em nota, a gestão de Eurico alega ter pago pelos jogadores Fernando Prass, Jonas, Fagner, Montoya, Elder Granja, Sandro Silva, Nei, Auremir, Edmundo, Felipe, "entre outros". E também reforça o pagamento na Fifa dos direitos sobre Éder Luís, de quase R$ 12 milhões, e outros.

Eurico mostrou também acordos com Mauro Galvão, de R$ 1,7 milhões, e com Romário, R$ 3,9 milhões pagos até agora. O presidente disse que pagou quase na totalidade o endividamento bancário de R$ 21 milhões. E que assumiu com a CBF uma dívida de R$ 12 milhões - sendo R$ 4,8 milhões pagos. Também anuncia dívida, já quitada, de R$ 10,6 milhões com a Ferj. De salários atrasados e tributos e encargos de 2014, afirmou que a gestão pagou R$ 18.548.184,00. O total pago do Ato Trabalhista foi de R$ 19.600.000,00.

Por fim, Eurico Miranda disse que o investimento no futebol será mais forte, mas feito com consciência financeira, e afirmou que 2017 será melhor para o Vasco em termos de resultados do futebol. 

- Vamos fazer um investimento mais forte no futebol. A torcida se preocupa mais com o problema do futebol. Com toda a dificuldade, mas vamos fazer com absoluta consciência. Não é fazer com irresponsabilidade, não é fazer o que era feito aqui. Acho que o próximo ano será muito melhor para o Vasco em termos de resultados no futebol, mas com absoluta consciência. Será um investimento mais ousado, mas com certeza, repito, com responsabilidade.

balanço eurico (Foto: Reprodução)O balanço do patrimônio: abaixo, tabelas mais específicas
documento vasco 4 (Foto: Reprodução)Acordos cíveis extrajudiciais: segundo apresentação do Vasco, 78% do valor total acordado já foi pago
documento vasco 3 (Foto: Vicente Seda)Esses foram os principais acordos judiciais
documento vasco 2 (Foto: Reprodução)Acordos trabalhistas: parte da apresentação feita pelo Vasco para expor valores das dívidas com ex-jogadores
documento vasco 5 (Foto: Reprodução)Tabela apresentada do dinheiro pago à Fifa por direitos econômicos, mecanismo de solidariedade e multas


COM INFORMAÇÕES DO G1
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92.026.830 CLARO (88) -98602540 9 TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ . NO  QUE É WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário