quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

MUNDIAL - Com brasileiros na torcida, Atlético Nacional estreia no Mundial querendo 'honrar' Chape

Contando com um reforço de milhões de brasileiros na torcida, o Atlético Nacional faz sua estreia no Mundial de Clubes nesta quarta-feira. O confronto será contra o Kashima Antlers, campeão do país-sede, o Japão, nas semifinais do torneio.
A equipe colombiana, campeã da Copa Libertadores, ganhou a simpatia do mundo de futebol e da torcida brasileira pela solidariedade que demonstrou na tragédia envolvendo a Chapecoense, com quem disputaria a decisão da Copa Sul-Americana. O clube brasileiro, aliás, foi citado com frequência nas entrevistas dos jogadores do Atlético, que pretendem seguir "honrando" a memória da Chape na competição.
"Eu disse aos jogadores que a melhor homenagem que podemos fazer à Chapecoense, como colegas e como companheiros sul-americanos, é fazer um Mundial digno. Tomara que cheguemos à final. Deus queira que possamos oferecer este título à Chapecoense. Esta final que não pudemos fazer contra eles, por esta situação do destino, por um erro e uma negligência absurda, nós vamos oferecer à Chapecoense, ao povo e à família dos jogadores. Vamos oferecer este reconhecimento e esta homenagem. Espero que tenhamos uma boa viagem e que possamos fazer um bom torneio", disse o treinador Reinaldo Rueda.
O Atlético Nacional terá a missão de ser o primeiro representante não-brasileiro a trazer o título para a América do Sul desde que a Fifa passou a organizar a competição. Boca Juniors, em 2007, Estudiantes, em 2009, San Lorenzo, em 2014, e River Plate, em 2015, todos da Argentina, além de LDU de Quito, do Equador, em 2008, foram como vice-campeões do torneio.
Na véspera da estreia, no entanto, o time colombiano sofreu um golpe, com o corte da delegação do atacante Andrés Ibargüen, por lesão. Com isso, o jovem Cristian Dájome, da mesma posição, passou a figurar na lista de inscritos para o Mundial.
Para o duelo com o Kashima Antlers, a dúvida para montar a equipe titular é entre o atacante Jhon Mosquera e o meia Juan Pablo Nieto. Dois dos grandes destaques do Nacional na temporada, Orlando Berrío e Miguel Borja, estão confirmados na linha ofensiva dos colombianos.
Nesta edição do Mundial, o Kashima Antlers já passou por Auckland City, da Nova Zelândia, por 2 a 1, e pelo Mamelodi Sundowns, da África do Sul, por 2 a 0, em duas fases preliminares. O grande destaque do time foi o meia-atacante Mu Kanazaki, que marcou uma vez em cada partida.
O jogador, que saiu do banco de reservas nas duas vitórias, tem tido problemas de relacionamento com o técnico Masatada Ishii e, por isso, apesar de ser eleito o destaque do recém-encerrado Campeonato Japonês, não está garantido entre os titulares.
O time que vencer entre Atlético Nacional e Kashima Antlers, em partida que acontecerá no estádio Suita City Football, encarará a equipe ganhadora do confronto entre Real Madrid e América, do México, que será disputado na quinta-feira, no Estádio Internacional de Yokohama.
FICHA TÉCNICA
ATLÉTICO NACIONAL-COL x KASHIMA ANTLERS-JAP

Local: Suita City Football Stadium, Osaka, Japão
Data: 14 de dezembro de 2016, quarta-feira
Horário: 08h30 (de Brasília)
Árbitro: Viktor Kassai (HUN)
Assistentes: György Ring (HUN) e Vencel Toth (HUN)

Atlético Nacional: Armani; Bocanegra, Aguilar, Henríquez e Díaz; Arias, Uribe e Macnelly Torres; Borja, Mosquera (ou Nieto) e Berrío.
Técnico: Reinaldo Rueda.

Kashima Antlers: Sogahata; Shoji, Yamamoto, Nishi e Ueda; Nagaki, Shibasaki, Nakamura e Endo; Doi e Akasaki (ou Kanazaki).
Técnico: Masatada Ishii.


COM INFORMAÇÕES MSN
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92.026.830 CLARO (88) -98602540 9 TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ . NO  QUE É WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário