quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

INTERNACIONAL - À espera do STJD, Inter aposta em sucesso no "caso Victor Ramos"

Vitorio Piffero presidente Inter (Foto: Tomás Hammes / GloboEsporte.com)
Não foi uma simples cartada para "melar" o campeonato. O Inter acredita ter juntado um documento que comprova a irregularidade na inscrição de Victor Ramos pelo Vitória, que poderia retirar pontos dos baianos no Brasileirão e facilitar a permanência
colorada na Série A em 2017. Mas o momento é de espera para que Leão e CBF se manifestem e o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) tome sua decisão: oferece denúncia ou arquiva o caso. Ainda que tenha adotado silêncio nos últimos dias, internamente o clube confia que terá sucesso na investida.
O departamento jurídico colorado apresentou uma peça com 42 páginas na qual elucida os pontos que julga equivocados na transferência do defensor, que pertence ao Monterrey, do México, e havia defendido o Palmeiras no ano passado.
As alegações apresentadas pelos advogados do Inter no STJD fazem o clube acreditar que a empreitada terá sucesso. Tanto pela "má fé" do Vitória – que tinha conhecimento da transferência internacional e ainda assim inscreveu o atleta fora do prazo – quanto pela questão da CBF, quando diz que a entidade "distorceu o conteúdo" de uma consulta à Fifa.
Apesar da confiança nos corredores do Beira-Rio, a postura segue a mesma: nada de microfones. A ideia é continuar o trabalho sem badalação, bem diferente do que ocorreu na semana passada, quando dirigentes fizeram declarações polêmicas que arranharam a imagem do clube
Documento Inter Victor Ramos (Foto: Reprodução)Trecho do documento colorado fala em "distorção de conteúdo" por parte da CBF após consulta à Fifa


Na  briga para escapar do rebaixamento, o clube gaúcho pede que o STJD reabra o caso e puna o clube baiano com a perda de pontos nas partidas em que Victor Ramos atuou. No momento, a novela jurídica se encontra em espera no STJD. Após o pedido do Inter para anexar documentos ao processo 71/2016, aberto pelo Bahia no começo do ano, a Procuradoria solicitou ao Vitória e à CBF que apresentem esclarecimentos sobre o imbróglio. As duas partes têm até esta quarta-feira para responder à solicitação. A partir daí, a Procuradoria irá decidir se leva o caso adiante.

A queixa do Inter tem a ver com a transferência do defensor para o clube baiano após o término de seu empréstimo ao Palmeiras em 2015. Ramos tem seus direitos ligados ao Monterrey, do México. Ocorre que o atleta estava registrado no Transfer Matching System (TMS) da Fifa como jogador do Palmeiras, com contrato ativo com o clube paulista. Tal transação teria sido feita sem seguir os passos recomendados pela entidade numa negociação internacional.  
Documento Inter Victor Ramos (Foto: Reprodução)Trecho do documento enviado pelo Inter ao STJD (Foto: Reprodução)
Contraponto
O Vitória, por sua vez, garante que não há "fato novo" no caso e irá enviar a documentação solicitada pelo STJD nesta quarta-feira. Quando o Bahia entrou na Justiça Desportiva pela primeira vez para denunciar o fato, em abril, o argumento do Leão foi de que, após o fim do empréstimo de Victor Ramos ao Palmeiras, em dezembro do ano passado, o certificado de transferência internacional (ITC) não saiu do Brasil, o que se trataria de uma negociação nacional. A Federação Baiana de Futebol (FBF) teve a mesma visão sobre o caso e afirmou que a CBF confirmou o caráter da negociação. 

Em entrevista recente ao GloboEsporte.com, o diretor de registro e transferência da CBF, Reynaldo Buzzoni, disse que não há irregularidade no registro de Victor Ramos. Buzzoni reconhece que o procedimento não foi o correto, mas afirma a irregularidade existiria se tivesse falta do ITC (o certificado internacional de transferência), o que não aconteceu, já que se tratou de uma transferência nacional. Para ele, o STJD não deve nem aceitar a denúncia do Inter.



COM INFORMAÇÕES G1
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92.026.830 CLARO (88) -98602540 9 TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ . NO  QUE É WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário