quinta-feira, 29 de dezembro de 2016

FUTEBOL - Acertado com Corinthians, Kazim tem carreira marcada por polêmicas

Alvo do Corinthians para temporada 2017, o atacante turco-inglês Colin Kazim, que joga atualmente no Coritiba, tem carreira com passagens por muitos clubes, não chegando a durar muito tempo em nenhum deles, por ter grande histórico
de confusões. O camisa 10 do Coxa passou por Turquia, França, Holanda, Escócia e foi revelado na Inglaterra quando ainda tinha 15 anos de idade.
Durante sua melhor fase na carreira em 2008, Kazim arrumou a primeira confusão na Turquia quando discutiu com os torcedores do Fenerbahçe após ter sido substituído contra o Belediyespor. Kazim tinha anotado o gol que abriu o placar na partida e por isso abandonou o jogo com tamanha frustração.
Ainda na temporada 2008-2009, o jogador foi expulso no clássico contra o Besiktas por jurar o árbitro, sendo suspenso por quatro partidas na sequência do fato. Durante a suspensão, Kazim foi visto em casa noturna no mesmo dia que a equipe foi derrotada pelo Kasimpasa, gerando mais barulho na imprensa principalmente pelo fato de o jogador ter negado o ocorrido. O clube emitiu uma nota também afirmando que o jogador não teria saído. No dia seguinte foram reveladas fotos e comprovada a presença dele na balada.
Passaram-se cinco anos para ser registrada outra polêmica envolvendo o nome do atacante. Foi durante seu retorno à casa do ex-clube, Brighton and Hove Albion. Ele acabou preso, em maio, por ter ofendido torcedores de forma homofóbica meses antes. Em abril de 2014 ele foi considerado culpado no caso.
Durante sua segunda passagem pela Holanda, a briga foi com o jornalista Mikos Gouka do Dutch Algemenn Dagblad. A confusão gerou punições esportivas, retirado que foi da relação para o confronto seguinte do Feyonoord, nada menos que o clássico contra o PSV na Philips Stadium.


COM INFORMAÇÕES DO O POVO
FONE: 34121595 FIXO - (88) 9-92.026.830 CLARO (88) -98602540 9 TIM
JORNAL CENTRAL  QUIXADÁ . NO  QUE É WATSAPP 88 - 9 - 96331144
POSTADA  POR GOMES SILVEIRA

Nenhum comentário:

Postar um comentário